Mídias Sociais

Destaque

Cabo Frio decide prorrogar desconto de 7% para pagamento do IPTU 2018

Publicado

em

Contribuintes poderão pagar o imposto até o dia 20 de fevereiro com 7% de desconto ou parcelado em 11 vezes. 

A Prefeitura de Cabo frio decidiu prorrogar o prazo para que os contribuintes do município paguem o IPTU com 7% de desconto. Pelo calendário original, desde o último dia 10 o desconto seria de 5%, mas o prefeito Marquinho Mendes resolveu manter o desconto em 7% até o final do período válido para pagamento da cota única, que encerra no próximo dia 20.

“Na verdade, o desconto de 5% nem chegou a valer. Quem pagou o IPTU em cota única depois do dia 9 manteve o benefício de 7%, que agora está sendo oficialmente prorrogado pelo prefeito Marquinho Mendes”, explicou o secretário de Fazenda, Clésio Guimarães, alertando, no entanto, que não haverá novas prorrogações. “Quem perder esse prazo, perde também o direito ao desconto”, informou.

Também no próximo dia 20 vence a primeira das 11 parcelas para quem decidir pagar o imposto de forma parcelada. Neste caso, o valor é sem desconto.

As guias do IPTU 2018 tanto para pagamento em cota única quanto para pagamento parcelado estão disponíveis pela internet. Para imprimir, basta acessar o site da Secretaria de Fazenda (http://www.fazenda.cabofrio.rj.gov.br/). Os contribuintes podem escolher a forma de pagamento: cota única ou parcela a pagar.

Além disso, os boletos também podem ser retirados na sede da Secretaria de Fazenda (Rua Major Belegard, 395, no Centro) para quem mora no primeiro distrito de Cabo Frio, ou no Centro Administrativo de Tamoios (Shopping UnaPark), no caso dos moradores do segundo distrito. O horário de funcionamento nos dois locais é das 8h30 às 17h, e o telefone para contato é o (22) 2645-3000.

Para os moradores das localidades entre a Ponte Feliciano Sodré e o distrito de Tamoios os carnês serão entregues pelos Correios. Mas, mesmo os contribuintes localizados nesses bairros podem fazer a impressão on-line ou a retirada pessoalmente.

Recentemente cerca de 145 mil imóveis foram cadastrados no sistema da Secretaria de Fazenda para a cobrança de IPTU. A expectativa é que haja arrecadação de 60% deste total. Quanto aos valores, houve um reajuste de 2,87% sobre os preços cobrados em 2017. O aumento foi baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-E).

Mais lidas do mês