Mídias Sociais

Destaque

Macaé acorda alagada: Madrugada de intensa chuva provocou estragos na cidade e na região serrana, onde casas desabaram

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Sexta-feira, dia 9 de março. Macaé acorda praticamente alagada. Diversas pessoas ilhadas e sem ter como saírem de suas casas. Esse é o cenário da Capital do Petróleo, desde a noite de ontem (8), quando a cidade foi atingida por um forte temporal que provocou o transbordamento do Rio Macaé, que corta o município. A cidade parou e está em estado de alerta máximo. Foram necessárias pouco mais de seis horas de chuva durante a madrugada, para que o município acordasse  quase debaixo d´agua.  Casas ficaram alagadas e algumas famílias perderam seus pertences. A água já começou a baixar, mas em várias residências ainda há muita água e lama.

Somente nesta quinta-feira (8), em seis horas, a cidade e região serrana receberam 150 mm de chuva. O volume é aproximadamente o esperado para sete dias. A previsão para esta sexta-feira (9) é de chuva ao longo do dia, podendo chegar a 80 mm. Segundo o informe da prefeitura, os serviços à população estão mantidos, exceto locais onde o acesso está comprometido como é o caso da Farmácia Central (Visconde) e Casa da Vacina (Centro).

Na região serrana os estragos foram maiores. Algumas residências ficaram destruídas. Na localidade de Trapóleo, um barranco desabou em cima de uma casa. No Trapiche, a ponte principal foi interditada para trânsito pesado pelos próprios moradores do local. A chuva provocou o desabamento de casas também em Córrego do Ouro. Até o momento foram constatados somente danos materiais – principalmente nas estradas, pontes e acessos. Não há registro de nenhuma pessoa ferida ou desaparecida em decorrência da situação

Em relação ao transporte público, segundo a prefeitura, duas localidades na região serrana estão sem atendimento: Bicuda Pequena e Serra da Cruz. Já em Trapiche permanece a necessidade de baldeação. Algumas linhas continuam com restrições de atendimento, nos seguintes locais: Novo Visconde, Novo Horizonte, Campo D'Oeste, Sol Y Mar, Vila Moreira, Córrego da Pedra e Fazenda, Linha Verde, próximo ao Dubai, Região Central, próximo ao colégio Mathias Neto, Linha vermelha, próximo à Vilarejo, final da Avenida Prefeito Aristeu Ferreira da Silva e Estrada do Horto.

O trânsito no Centro já está normalizado. Na Linha Vermelha, na altura do Parque da Cidade, e na Avenida Evaldo Costa (Sol Y Mar) ainda não há condições para tráfego. As aulas foram suspensas, nas faculdades e escolas públicas do município. Algumas unidades de ensino particulares também não funcionaram nesta sexta. Todos os maquinários que atendem ao governo municipal estão direcionados aos locais que sofreram impactos com a chuva, sobretudo a região serrana.

O subcomandante do 32º Batalhão de Polícia Militar (32º BPM), major Lázaro Palote, informou agora pouco, que considerando as fortes chuvas que vem atingindo nossa região, o 32º BPM estará recebendo donativos, que serão encaminhados a Cruz Vermelha, em parceria.

 


 

Mais lidas do mês