Mídias Sociais

Cultura

Veterinários de Macaé e criadora dão dicas de como proteger animais durante fogos de artifícios na Copa do Mundo

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Devido à sensibilidade da audição, os animais sentem medo durante a queima de fogos, segundo os profissionais da área.

 

Daniela Bairros

 

No próximo domingo (17), a Seleção Brasileira de Futebol inicia a disputa na Copa do Mundo em jogo contra a Suíça. Muita festa, reunião de amigos, churrasco, telões para acompanhar a partida e fogos de artificio para comemorar os gols.

Há quem prefira assistir os jogos em casa para também cuidar dos bichos de estimação. Estes sim “sofrem” com os fogos. Veterinários de Macaé, Celso Cerqueira e Sérgio Luiz Miranda,  e a criadora de cão e consultora de animais, Gerlane Mota de Araújo Benjamim, dão dicas de como proteger seu animal durante a queima de fogos. Segundo eles, assustados com o barulho, muitos cães, fogem de casa.

De acordo com os médicos veterinários de pequenos animais e da criadora, não só os portões devem ficar fechados, mas também as janelas. “A audição deles é mais sensível que a nossa e, por conta do medo, eles podem até pular as janelas. Então é preciso estar atento”, explicou Gerlane.

O estresse desencadeado pelo barulho dos fogos, em casos mais graves, pode provocar convulsões ou desmaios. "Depende do animal, mas não é incomum casos do tipo, principalmente para os que já têm epilepsia ou problemas no coração. Os animais com esses históricos podem ainda ficar mais agitados e com falta de ar", afirmou a consultora.

Ainda em função do estresse, os animais podem desencadear episódios de vômito e diarreia. "Em dias de  calor é importante estar sempre alerta para os casos de hipertermia (aumento da temperatura) nos que são muito peludos e agitados, porque a temperatura pode subir muito".

Quem não puder acompanhar o pet durante os jogos fica o alerta, o ideal é deixar ele em casa, em algum local seguro, onde ele não possa "se entocar e, assim, acabar se machucando". "Se for deixar sozinho, o ideal é reservar um lugar que ele possa se esconder, se quiser, não esquecendo de deixar água e comida".

A criadora sugere alguns cuidados para evitar que os pets fujam ou se machuquem. Confira algumas recomendações:

- Deixe os animais em um ambiente tranquilo, como um quarto, com som de televisão e lugares onde possam se esconder.

 

- Retire os potes de comida, deixando apenas o de água.

- Deixe uma peça de roupa do dono para que o animalzinho sinta o cheiro e se acalme.

- Cuidado com janelas abertas. Em momentos de pânico, os animais podem se atirar.

- Não deixe os animais presos com correntes e nem no quintal.

- Mantenha a calma. Procure passar uma sensação de tranquilidade e serenidade. Pessoas agitadas e nervosas não ajudam o animal.

- Não administre medicamentos calmantes sem a supervisão de um veterinário.

- Tenha paciência e bom senso. Não exponha o pet a ambientes agitados e barulhentos durante os jogos.

 

Crédito: Divulgação

 


 

Mais lidas do mês