Mídias Sociais

Cultura

Em São Pedro da Aldeia, mulheres resgatam arte do bordado com projeto “Bordado Solidário”

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Daniela Bairros

As mulheres de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, participam, semanalmente, na Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos, no Centro, do projeto “Bordado Solidário”, cujo objetivo é resgatar a arte do bordado local, assim como memórias afetivas, incentivar o artesanato local e promover ações beneficentes, além de homenagear o município com peças que retratam pontos turísticos e paisagens naturais.

Atualmente, o projeto reúne 15 bordadeiras e, em comemoração ao aniversário da cidade, irão participar da primeira exposição na Casa da Cultura. Em maio, São Pedro da Aldeia irá comemorar 403 anos de emancipação.

Os trabalhos terão como inspiração a Casa da Flor, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), considerada um dos principais patrimônios artísticos da cidade.

Outro destaque deste ano foi a inclusão de um dos trabalhos do grupo na feira de Aiguille en Fête, na Paris Expo Porte de Versailles, o maior parque de exposições da França. O bordado que leva o nome de São Pedro da Aldeia ficará em exposição ao lado de centenas de outras peças em bordado, tricô e costura do mundo inteiro, dos dias 11 a 14 de junho.

Para mais informações sobre o projeto aldeense “Bordado Solidário”, basta entrar em contato com a Casa da Cultura pelo telefone (22) 2625-5167 ou pelo e-mail casadaculturapmspa@gmail.com. O espaço está localizado na Avenida Francisco Coelho Pereira, nº 255, no Centro da cidade, próximo à Guarda Municipal.

Crédito: Jefferson Viana

 

 

 

 

 

Mais lidas da semana