Mídias Sociais

Cultura

Em São Pedro da Aldeia, famílias são beneficiadas com entrega de cestas básicas

Daniela Bairros

Publicado

em

 

 

Daniela Bairros

Em tempos de quarenta e isolamento social, medidas obrigatórias para prevenir e combater a transmissão da Covid-19, muitas famílias foram impactadas e sofrem com a falta de alimentos. Desde que epidemia afetou a Região dos Lagos, prefeituras das cidades se mobilizaram para ajudar, principalmente, famílias carentes com a entrega de cestas básicas.
Em São Pedro da Aldeia, onde duas pessoas morreram pelo coronavirus, muitas famílias já foram beneficiadas.
A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, já atendeu centenas de famílias com cestas básicas no município. Estão recebendo o benefício famílias economicamente afetadas pela crise causada pelo coronavírus e as já acompanhadas pelos CRAS, inseridas no Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) e no Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI).
Diariamente, diversos bairros recebem o carro da Secretaria, que faz a entrega do benefício de acordo com a área de abrangência de cada Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).
Até o momento, já foram beneficiados moradores dos bairros Alecrim, Rua do Fogo, São João, Morro do Milagres, Campo Redondo, dentre outros. Para ter direito ao benefício, a família já deve ser acompanhada pelos CRAS do município ou se encontrar em situação de maior vulnerabilidade devido à crise ocasionada pelo coronavírus. Nesse caso, é necessário fazer o cadastro com uma das equipes técnicas de plantão na sede da Secretaria.
A secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do município informou que durante o atendimento no plantão, as demandas são ouvidas e encaminhadas, de acordo com a necessidade de cada família. As equipes técnicas de plantão fazem a escuta e o devido cadastramento. As famílias ou indivíduos são incluídos no CadÚnico, caso ainda não estejam cadastrados, e aos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais, dentre eles, a cesta básica.
Atualmente, o atendimento à população está sendo realizado na sede da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, pelas equipes técnicas, formadas por assistente sociais e psicólogos. Todos os profissionais estão seguindo as orientações de prevenção ao coronavírus divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ou seja, usam álcool em gel e trabalham de máscara e luva.
A cesta básica oferecida à população é composta de arroz, feijão, açúcar, farinha, macarrão, óleo, pó de café, biscoito e leite em pó, dentre outros itens.

Crédito: Renato Fulgoni

Mais lidas da semana