Mídias Sociais

Cultura

Em Cabo Frio, Charitas lança a exposição “Saudades de Portugal”

Publicado

em

 

Mostra pode ser visitada até o dia 2 de outubro, de segunda-feira a sábado.  

Da redação

A Casa de Cultura de Museu José de Dome, o Charitas, em Cabo Frio, está com a exposição “Saudades de Portugal”. A mostra pode ser visitada até o dia 02 de outubro. Do artista Rocha Maia, a exposição traz pinturas no estilo “Arte Naif”, classificação que designa artistas autoditadas que inventam um jeito pessoal de expressar suas emoções. O pintor revela por meio das telas, a falta que sente da “terrinha”. As visitas à exposição podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e das 14h e às 20h aos sábados, domingos e feriados.

Carioca nascido em 1947, Rocha Maia cresceu na cidade de Teresópolis. Depois, em Brasília, viveu como funcionário público, professor de administração e consultor de empresas. Foi nessa época que ele começou a pintar e logo tornou-se artista consagrado, dividindo o tempo entre o Brasil e Portugal.  Entre as mostras culturais e a busca por um reconhecimento profissional no mercado, Rocha Maia preferiu se manter nas artes plásticas, criando e produzindo suas obras. "Vieram, então, as participações nos mais diversos certames artísticos do país e no exterior. Começando por Brasília, onde obtive expressivas premiações nos salões de arte, fui conquistando menções honrosas, terceiro, segundo e, finalmente, a consagração dos primeiros lugares. Em 2006, emplaquei o Prêmio destaque-aquisição na Bienal Naifs Brasil, em Priracicaba, com duas obras: "500 Anos Antes" e "500 Anos Depois"." - fala Rocha Maia.

Além dos mais de 50 prêmios, Rocha Maia tornou-se membro de importantes associações de artistas e de academias no Brasil (Academia Brasileira de Belas Artes – Rio e Academia de Letras e Artes da Região dos Lagos – Cabo Frio) e em Portugal (Sociedade Nacional de Belas Artes – Lisboa). Mas foi a premiação conquistada no "1º Salão de Artes Plásticas de São João da Madeira", em Portugal, que aproximou o artista da terra dos seus avós. "Era um sonho de infância. Durante a viagem, pude conhecer o interior das casas portuguesas, o pão e vinho em cada mesa, a receptividade do povo. Voltei ao Brasil ansioso para, de alguma forma, retribuir um pouco do que recebi de Portugal" - conta o artista.

O resultado é possível ver na mostra “Saudades de Portugal”, na Casa de Cultura e Museu José de Dome, o Charitas, que fica localizado na avenida Assunção, no Centro de Cabo Frio.

Crédito: Folha dos Lagos  


 

Mais lidas do mês