Mídias Sociais

Cultura

5º FESTIM divulga nova data: de 17 a 30 de maio com programação online pelas plataformas do instagram e youtube

Publicado

em

 

Daniela Bairros

O 5º Festival de Esquetes de Macaé Artes Integradas (FESTIM) divulgou a nova data do evento. Será de 17 a 30 de maio, com programação online pelo instagram @festim_festival e pelo canal do youtube Festim Festival.

Segundo o produtor cultural e idealizador do festival, Aldebaran Bastos, a mudança das datas foi definida na última semana. “Para que tenhamos um prazo mais amplo para a readequação do nosso festival, devido ao isolamento social, anunciamos a nova data da nossa quinta edição, que será de 17 a maio de 30 de maio. A programação será postada nas redes sociais, de segunda a sexta-feira, e aos finais de semana, teremos transmissão das cenas selecionadas com apresentação de convidados especiais”, explicou. Ainda de acordo com Aldebaran, o debate sobre as cenas apresentadas será entre os dias 10 e 17 de maio, às 20h, pela plataforma zoom. O link será disponibilizado em breve.

Neste ano, o festival foi contemplado pela Lei Aldir Blanc. O 5º FESTIM Artes Integradas terá a participação de artistas convidados, mostra competitiva de teatro, exposição fotográfica e a Campanha Festim Solidário, que já estão sendo realizadas também pelo instragram.

Serão distribuídos, de acordo com Aldebaran Bastos, mais de R$ 15 mil em cachês e prêmios. Para ele, além de toda equipe de produção, é uma alegria muito grande ter sido contemplado pela Lei Aldir Blanc. Ele atribui a conquista a todo empenho e dedicação de toda uma rede, formada por agentes culturais, artistas, produtores, companhias de teatro de todo o Brasil, entusiastas, e empresas parceiras que sempre apostaram na realização do evento. “Como esse prêmio de patrocínio que ganhamos, percebo que estamos no caminho certo, sem dúvidas, para a promoção de políticas públicas de afeto à cultura, difusão, promoção das artes integradas e o alcance gratuito da população aos eventos culturais. Mas do que nunca, Macaé e cidades vizinhas, precisam de ações emergentes para atender a demanda cultural da região, que é riquíssima, promovendo políticas públicas de cultura”, enfatizou.

Para Aldebaran, o Festim foi contemplado pela Lei Aldir Blanc devido, ao sucesso também das quatro edições anteriores. “O Festival de Esquetes de Macaé movimenta participações de todo o Brasil. Em 2020, realizamos uma edição especial online, o Festim Quarentena Poética Poesia ao Vídeo, evento realizado em julho. Tivemos mais de 120 inscrições e trabalhos artísticos, vindos de várias partes do Brasil e fora do país, como Canadá, Índia e Chile. Desta forma, percebemos o alcance do festival e seus impactos positivos para a formação de novas plateias e o reconhecimento da cidade com algo de valor cultural verdadeiro. Sentimos que a cidade, a cada ano, abraça e reconhece o Festim como parte da sua identidade cultural”, enfatizou.

Crédito: Divulgação

 

Mais lidas da semana