Mídias Sociais

Cultura

400 anos de Barra de São João serão comemorados neste sábado (14) com passeio histórico

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Daniela Bairros

O distrito de Barra de São João, em Casimiro de Abreu, completa neste sábado (14), 400 anos de fundação. A data será comemorada com um passeio histórico, iniciando às 8h30, pela Beira-Rio, com saída do Museu da Casa de Casimiro de Abreu. Os participantes serão acompanhados por monitores durante o percurso e terão a oportunidade de conhecer a história da cidade.

A chegada será no Canhão. Artistas e lendários de Barra de São João estarão presentes, como Euzébio Ribeiro, Juliana Ávila, Rodolpho Mendes, Moacir Gravel, A Feira de Artesanato do Quintal do Poeta também estará no evento. A partir das 11h, o cantor e compositor Rodolpho Mendes se apresentará em um show de voz e violão.

O aniversário de Barra de São João vai oferecer também a gastronomia dos restaurantes, que integram o Circuito Gastronômico e Cultural da Beira-Rio. Em homenagem à localidade, serão oferecidos pratos ao valor de R$ 24,90.

Os 400 anos de Barra de São João vão contar ainda com exposição de fotos antigas, que permitem uma verdadeira viagem no tempo. Boa parte do acervo pertence a moradores de Barra, em especial a Marquinhos Vicente, que reúne imagens de momentos marcantes do distrito, como os antigos carnavais, a juventude que movimentava o Praião nas décadas passadas, a construção da ponte caída, quando a travessia pelo rio São João ainda era feita por balsa, os desfiles de sete de setembro na rodovia Amaral Peixoto, a primeira formação da Banda Santa Cecília, entre outras imagens que trazem de volta as lembranças da Barra antiga.

A tradicional Cachaça Badigó, produzida por Jorge Medeiros Ávila, tem poderá ser conhecida durante os 400 anos. Ela leva no rótulo, uma homenagem alusiva à data. Preparada de forma artesanal, ela é envelhecida por seis meses em barris de inox, tendo sua mistura final em infusão da madeira escolhida. Depois descansa mais dois meses em vasilha de vidro para posterior envase final, resultando em um produto de qualidade com suas particularidades de sabor.

Conheça a trajetórias dos artistas de Barra de São João e que estarão nos 400 anos do distrito
Euzébio Ribeiro - Morador de Barra de São João, Euzébio revelou seu lado artístico somente aos 40 anos, quando resolveu pintar sua primeira tela a óleo sem nunca ter feito qualquer curso relativo às Artes Plásticas. Com traços firmes e cores vibrantes que dão um toque especial às suas telas, o artista tem conquistado muitos admiradores com suas artes paradisíacas. Euzébio viaja em sua própria imaginação para produzir pinturas completamente inimagináveis para o mundo comum.

Juliana Ávila – Filha de Barra de São João, Juliana é formada em relações internacionais, mas a fotografia sempre foi sua grande paixão. Antes era apenas um hobby, mas desde 2016 ela transformou sua arte em profissão. Suas lentes revelam mais do que os nossos olhos podem ver e transformam cenas do cotidiano em momentos únicos. Em homenagem aos 400 de Barra de São João, a exposição da artista vai mostrar cenários especiais do nosso distrito.

Rodolpho Mendes – O público pode esperar uma apresentação repleta de ritmos e influências que vão do mar ao mangue. Rodolpho Mendes é músico e compositor, nascido em Barra de São João. Ele fundou, juntamente com duas amigas, a Banda Trio em Lá Menor, fez inúmeros shows em toda região, parcerias com vários artistas em projetos voltados para a difusão da música. Junto com amigos também criou o Coletivo MangueSal, que tem como fundamento básico a valorização da música autoral dos tantos talentos de nossa região. Entre os principais projetos do artista, está o show “Chicos”, onde aborda o universo musical e biográfico de Chico Buarque, Chico César e Chico Science, três grandes compositores e artistas que contribuem de forma ímpar para música, teatro e literatura brasileiras.

Moacir Gravel - Morador de Barra de São João há mais de 40 anos, Seu Moacir é aposentado, mas inquieto com o tempo ocioso. Ele produz artesanato em sem quintal e vende na sua calçada. São peças lindas feitas com madeira que ele reutiliza. Tudo feito com muito carinho e cuidado.

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana