Mídias Sociais

Cidades

Vídeo: Servidores da Educação são expulsos de prédio da Prefeitura de Casimiro de Abreu

Publicado

em

 

Cerca de 100 pessoas profissionais da educação ocuparam a Prefeitura e aguardavam uma reunião com representantes da Secretaria de Educação. 

Na noite desta terça-feira (29), cerca de 100 servidores da Educação de Casimiro de Abreu ocuparam a Prefeitura, onde aguardavam uma reunião com representantes da Secretaria de Educação, quando foram colocamos para fora do prédio. De acordo com manifestantes, a Guarda Municipal usou spray de pimenta na tentativa de expulsá-los do prédio. O ato foi transmitido ao vivo pelo Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe).

A Prefeitura informou que no final da tarde, às 17h, quando o expediente estava se encerrando, os professores foram convidados a se retirar, mas insistiram em permanecer e passar a noite dentro do prédio. Segundo a prefeitura houve agressão física contra um Guarda Municipal por parte de um dos manifestantes.

A Polícia Militar precisou intervir. O manifestante foi levado para a delegacia da cidade. Guardas Municipais também prestaram depoimento. Na 121ª DP (Casimiro) foi registrado um Termo Circunstanciado por desobediência

Segundo o Sindicato dos Profissionais da Educação – Sepe da cidade foram cortados os pontos dos profissionais que participaram das duas paralisações de 24 horas ocorridas em maio. Entre as reivindicações está a redução de carga horária semanal, de 40 para 25 horas, e reposição salarial de 30%. Eles, junto com as merendeiras, dizem receber R$ 771 por mês e reivindicam vencimento líquido mensal no valor do salário mínimo, de R$ 954 atualmente.

Os professores reivindicam um piso salarial de R$ 2.500, além de vale-refeição, vale-transporte e atualização do plano de cargos e carreiras. Além disso, eles reclamam também a falta de material escolar dentro das unidades municipais.

Em nota a Prefeitura informou que o prefeito Paulo Dames se comprometeu em receber representantes das classes, nesta quarta-feira (30) em seu gabinete na Prefeitura.

Mais lidas da semana