Mídias Sociais

Cidades

Secretário de Obras de Búzios garante que obra da Avenida José Bento Ribeiro Dantas terminará dentro do prazo

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

 

As obras realizadas na Avenida José Bento Ribeiro Dantas, em Búzios, seguem a todo vapor para que o processo seja finalizado dentro do prazo, apesar dos imprevistos encontrados durante a intervenção e dos cuidados necessários com a chegada da alta temporada.  A obra, iniciada em abril deste ano, tem previsão de um ano para ser concluída.

"A obra tem duração de um ano, começou em abril e terminará em abril de 2019. O andamento está dentro do planejado, apesar das interferências como a questão da lagoa e tubulações de água da prolagos, que estão no caminho e então é preciso fazer desvios e construções de caixas de passagem, o que faz com que essa fase anda um pouco abaixo do esperado, mas ainda assim  terminará dentro do tempo planejado", garantiu o secretário de obras, Paulo Abranches.

De acordo ainda com o secretário, neste momento, a obra está passando pela fase de drenagem e esgoto, que terminará no fim de novembro. Esse é um dos procedimentos mais importantes da intervenção, pois é a base para que a obra seja de qualidade, além de encerrar com alguns problemas, que a população da localidade estava enfrentando.

Já em dezembro e janeiro há um planejamento diferenciado para que a ação seja adaptada as necessidades do verão, quando a cidade recebe muitos visitantes. "A Prefeitura não pode causar transtornos no momento de maior  importância econômica da cidade com as obras", explicou o secretário.

A intervenção na Avenida José Bento Ribeiro Dantas atende a uma necessidade antiga da localidade e foi planejada para ser completa. Para isso, inclui rede de esgoto, rede de drenagem, ciclovia nos dois lados da pista, calçada, pavimentação da via, travessias elevadas, iluminação e sinalização.

“Essa será uma obra que modificará totalmente o trecho que vai da entrada da Tartaruga até o trevo da Barbuda. Ainda salvará a lagoa do centro por retirar de lá todo o esgoto que hoje essa laguna recebe”, concluiu Abranches.

 

 

 

 

 

 


 

Mais lidas do mês