Mídias Sociais

Cidades

Saúde de Macaé recolhe mais de 20 mil medicamentos vencidos em 2018

Publicado

em

 

A população vem apoiando os trabalhos de recolhimento de material vencido

 

Com o tema: "Remédio vencido não vai para o lixo", o programa de coleta de medicamentos vencidos - uma iniciativa da Agência Municipal de Vigilância Sanitária de Macaé (Amvisa) - comemora a adesão pela população. Somente em 2018 foram coletados mais de 20 mil caixas de medicamentos vencidos. Os remédios fora do prazo de validade fazem mal não apenas para quem os consome. Quando descartados indevidamente, podem causar sérios transtornos, também, ao ambiente. O posto de recolhimento fica na sede da Amvisa, localizada na Rua José de Aguiar Franco, 2150, no bairro Costa do Sol. O atendimento acontece de 8h às 17h.

De acordo com a Anvisa, no primeiro ano da campanha, em 2013, foram arrecadadas 14.078 caixas de medicamentos vencidos, já  em 2018, foram 21.895 caixas.  O aumento significativo mostra a adesão da população, que está ficando mais consciente do seu papel para a preservação do meio ambiente.

O projeto faz com que as pessoas evitem o acúmulo de medicamentos em casa e uma posterior automedicação, além de promover o descarte ideal. O descarte irregular pode ter risco de contaminação do solo e, consequentemente, o lençol freático.

Caso ocorra o descarte às margens de rios e lagoas, ocorre a contaminação de peixes e outras espécies marinhas, além de também elevar o nível de contaminação da água por substâncias químicas. Outra medida que deve ser tomada pela população seria o armazenamento adequado dos medicamentos em local de temperatura ambiente (abaixo de 30 C).

Os medicamentos vencidos são recolhidos pela Secretaria Adjunta de Serviços Públicos  e levados para serem incinerados, dando o fim adequado a essas substâncias.Em caso de dúvidas ou qualquer esclarecimento, o contato com a Anvisa pode ser feito por meio do telefone (22) 2762-0935.

Redação


 

Mais lidas do mês