Mídias Sociais

Cidades

Rodoviários de Araruama anunciam greve por tempo indeterminado

Avatar

Publicado

em

 

A categoria alega que o ato é uma forma de demonstrar repúdio à sanção da chamada lei do “táxi compartilhado”

 

Os rodoviários de Araruama anunciaram que estão em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira, 05. A categoria alega que a mobilização é uma forma de demonstrar repúdio a lei do “táxi compartilhado”, que foi sancionada pela prefeita da cidade, Lívia Bello.

Para o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac), o projeto é considerado uma forma de burlar a determinação da justiça, que havia determinado o fim da circulação de todo o transporte pirata do município. A categoria também alega que o projeto irá atingir diretamente 300 rodoviários do município, além de outros profissionais que atuam no transporte público legalizado.

Ainda de acordo com o SINTRONAC, a unidade sindical entrará com pedido de anulação do projeto junto ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, já que para eles, a proposta é considerada inconstitucional, uma vez que a lei não prevê licitação ou qualquer outra regra para os prestadores de serviço, nem itinerários, tipos de veículos e condições de fiscalização.

Já segundo a prefeitura, o projeto tem como objetivo criar uma alternativa para o transporte público, oferecendo maior mobilidade entre os bairros e as regiões cujo o transporte convencional ou regular de passageiros não atende. Compartilhando desta visão de facilidade, a maior parte dos usuários do transporte coletivo tem visto com bons olhos o projeto.

O Táxi Compartilhado Ponto a Ponto é destinado ao transporte de passageiros com tarifa fixada pelo Poder Executivo, obedecendo itinerário previamente estabelecido pela Secretaria Municipal de Transportes. A concessão da permissão respeitará, obrigatoriamente, o percentual de um carro para cada 1.500 habitantes do município, não podendo sobre hipótese alguma ultrapassar este limite. Para cada permissão haverá dois condutores regularmente credenciados para o mesmo veículo licenciado, como forma de cobrir a carga horária de prestação do serviço diário.

A tarifa a ser cobrada por passageiro, obrigatoriamente, será equivalente ao preço da passagem do transporte coletivo municipal, arredondado para cima, não podendo ultrapassar este valor, como, por exemplo, se a passagem do ônibus estiver fixada em R$ 4,10, o valor a ser cobrado no Táxi Compartilhado Ponto a Ponto será de R$ 5,00 e não poderá ultrapassar este valor.

Veja as linhas de ônibus que serão afetadas - 201 Araruama X São Vicente (Via Banqueiros), 203 Araruama X Itatiquara (Via Prç. Bandeira), 204 Araruama X Praia Seca, 205 Circular X M.Grande (Via Prç. Bandeira), 206 Circular X Centro (Via XV de Novembro), 207 Araruama X São Vicente (Morro Grande), 208 Araruama X P. dos Leites (Via P. Hospício), 210 Araruama X Boa Vista, 213 Araruama X Boa Vista, 216 Araruama X Regame, 235 Araruama X São Vicente (Via N. Carvalho), 240 Circular X M. Grande (Via Paracatu), 241 Circular X Centro (Via Pontinha), 242 Circular X Centro (Via Rio do Limão), 243 Araruama X P. dos Leites (Prç. Bandeira), 245 Circular X Três Vendas, 248 Rodoviária X Parati, 253 São Vicente X Sobara, 254 Araruama X Chatuba, 255 São Vicente X Barro Vermelho, 256 Rodoviária X Iguabinha (Via RJ 106), 259 Araruama X Fazendinha (Via C. Engenheiros), 260 Araruama X Fazendinha (Alves Branco), 261 Araruama X Iguabinha (Via Arrastão), 111 Cabo Frio X São Vicente, 113 Cabo Frio X Saquarema, 121 Arraial do Cabo X Araruama (Via Figueira 02), 219 Araruama X Silva Jardim, 223 Bacaxá X Cabo Frio, 224 São Vicente X Cabo Frio, 226 Sampaio Corrêa X Cabo Frio, 228 Araruama X Cabo Frio, 232 Araruama X Bacaxá, 234 Bacaxá X Cabo Frio (Rápido), 244 Araruama X Cabo Frio (Rápido), 257 Araruama X Bacaxá (Rápido) e 258 Araruama X Sampaio Correa.

Mais lidas da semana