Mídias Sociais

Cidades

Resgate dos Bombeiros demora à chegar aos acidentes em Tamoios durante o Carnaval

Publicado

em

O socorro vem de outras localidades e a demora é inevitável devido ao trânsito intenso. 

Os moradores de Tamoios, distrito de Cabo Frio, lamentaram mais uma vez a falta de uma base do Corpo de Bombeiros para atender as emergências deste Carnaval. Com o socorro vindo de outras cidades, vítimas de acidentes chegaram a esperar mais de uma hora pela chegada da ambulância.

Na manhã de segunda-feira, 12, por exemplo, em um acidente envolvendo um ciclista na Rodovia Amaral Peixoto, em frente à Rua dos Macacos, a vítima teve que esperar cerca de uma hora e dez minutos pela chegada do Corpo de Bombeiros. Enquanto isso, populares tentavam auxiliar como podiam.

Segundo moradores, a equipe que atendeu a ocorrência veio de Búzios e o trânsito intenso dificultou a chegada mais rápida do socorro.

No mesmo dia, por volta das 20h uma outra vítima de acidente também esperou por mais de uma hora pela chegada do Corpo de Bombeiros. Desta vez, o acidente envolvendo uma moto e um carro aconteceu na Avenida da Independência, na altura da Rua 8, no bairro Aquarius. Populares que estava no local estava temerosos do quadro da vítima agravar.

Outras diversos acidentes foram registrados no distrito no período do Carnaval, e segundo os moradores, a maioria das vítimas sofreu mais do que o necessário com a demorada da chegada do socorro.

“Estou até agora tentando entender o que aconteceu. Todos estamos cansados de saber da grande quantidade de acidente que acontece durante essa época do ano e da dificuldade que é para que o Corpo de Bombeiros chegue até aqui por conta do trânsito. Falaram que colocariam uma base em nosso distrito, mas o assunto morreu e ninguém falou mais nada”, lamentou o comerciante Carlos, que afirma acompanhar sempre o mesmo problema.

A instalação de uma base do Corpo de Bombeiros no distrito não só durante o Carnaval, mas como durante o ano inteiro é uma demanda antiga dos moradores, que sempre são afetados com a demora da chegada do socorro, devido à distância das bases, que atendem ao Distrito.

Thaiany Pieroni

 

 

Mais lidas do mês