Mídias Sociais

Cidades

Projetos de pré-iniciação científica da Escola Agrícola Nilo Batista, em Cabo Frio, são renovados para o ano de 2018

Thaiany Pieroni

Publicado

em

O convênio entre a Escola Agrícola Municipal Nilo Batista, em Tamoios, distrito de Cabo Frio, e o Centro de Ciências do Estado do Rio de Janeiro e a Fundação de Amparo à Pesquisa Carlos Chagas Filho – CECIERJ/FAPERJ, foi renovado. Com isso, três projetos, desenvolvidos por quatro estudantes do 3º ano Ensino Médio Integrado ao Curso Técnico em Agropecuária, sob a supervisão de professores, terão sua continuidade garantida durante o ano de 2018.

Os três projetos abordam questões como as relações históricas e influências no presente entre a Fazenda e a Escola, os Caminhos de Darwin, e, ainda, a construção de uma trilha interpretativa no local, com mapeamento, catalogação e estatística.

A coordenadora de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Educação, Kristina Célia, orienta uma pesquisa voltada para a experiência de Charles Darwin na sua passagem pelo Brasil, especificamente na Fazenda Campos Novos no Século XIX. Ela acredita que a aplicação da metodologia para a pesquisa científica incentiva o desenvolvimento do talento dos alunos. “Desta forma, buscam informações sobre a história, cultura e ciência, que são multiplicadas na escola”, destaca, citando, ainda, a apresentação para públicos externos, como a Jornada dos Jovens Talentos.

Em 2017, a escola contou com a parceria do Instituto de Geologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Caminhos de Darwin, sob a orientação da professora Kátia Mansur.

O Projeto Jovens Talentos insere estudantes da rede pública estadual de ensino médio e profissional na pré-iniciação científica, desde 1999, em parceria com Instituições de Pesquisa e Universidades Públicas e Privadas do Estado do Rio de Janeiro.

Mais lidas do mês