Mídias Sociais

Cidades

Projeto Bandeira Azul da Praia do Peró, em Cabo Frio, tem nova coordenadoria

Avatar

Publicado

em

 

Uma reunião foi realizada nesta terça-feira, 12, para tratar sobre o andamento do projeto

 

Uma reunião para tratar sobre o andamento do Projeto Bandeira Azul, que tem como objetivo capacitar a Praia do Peró, em Cabo Frio, para a receber o selo símbolo do turismo, auferido pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE), foi realizada nesta terça-feira, 12. O encontro contou com a participação de representantes de todos os setores do município envolvidos, além de donos de hotéis e pousadas, donos de quiosques, Asaerla, Acipa e sociedade civil organizada.

Na ocasião, além dos assuntos que sustentam o projeto, foram apresentados os novos coordenadores. A partir de agora, Carlos Magno da Silva Marques e Paloma Arias são os responsáveis pela coordenadoria do projeto.

O principal assunto tratado na reunião foi a definição do tempo de hasteamento da bandeira que define o período em que a praia deve cumprir rigorosamente todos s critérios do Bandeira Azul.  Ficou definido o período de quatro meses, entre dezembro a março, como um primeiro passo para que seja estendido para o ano todo.  Essa adequação foi necessária por causa da necessidade de avaliação constante da qualidade da água, uma vez que não havia sido definido qual laboratório ficaria responsável pelo trabalho.  A partir de dezembro deste ano serão feitas avaliações semanais, buscando a adequação para que o selo tenha validade pelo ano todo.

Ainda na reunião, o secretário de Mobilidade Urbana, Mauro Branco, anunciou que um dos principais gargalos relacionados à mobilidade no entorno da Praia do Peró já foi resolvido, com a definição do local que abrigará o “bolsão” de estacionamento. Falta apenas definir como será feito o transporte dos banhistas até a Praia, além do planejamento das vias do bairro que terão estacionamento proibido para não prejudicar os moradores.

Em relação à segurança dos banhistas, o comandante da Guarda Marítima e Ambiental, Paulo Fernando, esclareceu até onde vai o papel da GMA e quais as providências estão sendo tomadas, como a realização de avaliações que definirão o que precisa ser adequado ou melhorado para que tudo esteja dentro dos critérios da Bandeira Azul.

Vale lembrar que para receber o selo é necessário que cumpram um conjunto de requisitos de qualidade ambiental, segurança, bem-estar, infra-estrutura de apoio, informação aos banhistas e sensibilização ambiental, sendo considerado um símbolo de garantia de qualidade da uma praia, que passa a ser destacada internacionalmente como destino turístico de excelência.

Expansão do projeto – Durante a reunião ficou definido, também, que havendo êxito na adequação da Praia do Peró aos critérios do Bandeira Azul, o objetivo é que outras praias da cidade recebam as adequações para se candidatar a receber o selo, começando pela Praia do Forte.

“A intenção é colocar a Praia do Peró como exemplo e, só a partir disso, passarmos a trabalhar na adequação de outras praias, começando pela Praia do Forte, que é o nosso grande cartão postal, elevando toda Cabo Frio a um patamar de excelência. Isso agrega uma nova concepção para a qualidade do turismo em nossa cidade”, afirmou o coordenador de Meio Ambiente, Eduardo Pimenta.

 

Mais lidas da semana