Mídias Sociais

Cidades

Profissionais da Educação de São Pedro da Aldeia entram em greve na próxima segunda-feira, 20

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Os profissionais da Educação de São Pedro da Aldeia decidiram que irão entrar em greve partir da próxima segunda-feira, 20.

Na lista de reivindicações da categoria está o cumprimento da decisão judicial do dissídio de greve de 2016 PCCR; dos direitos dos não docentes; e ainda alegação e exclusão desses servidores da pasta da educação; Na lista, a categoria exige ainda o cumprimento da adequação do DOC l desde 2015 e pagamento do retroativo; da regularização dos recreadores que continuam como não docentes desde 2015; o pagamento do 13º de 2015 período concursado em contrato. A categoria também denuncia a falta de professores em muitas turmas/escolas; falta de com infraestrutura adequadas; e a falta de manutenção nas escolas.

A Secretaria Municipal de Educação de São Pedro da Aldeia emitiu uma nota afirmando que se surpreendeu com o comunicado do Sindicato dos Profissionais da Educação informando sobre a greve.

De acordo com o município, a administração municipal esteve negociando ativamente com representantes do sindicato, mas não conseguiu atender algumas demandas da categoria. Entre elas a redução da carga horária de 40h para 30h semanais, que é uma das principais reivindicações.

Na nota a secretaria lamentou a decisão da categoria e afirmou que a ação trará impactos negativos para a cidade. “É nosso dever ouvir as reivindicações com abertura, mas nem tudo pode ser concedido. Mesmo quando conceder é possível, o prazo para atendimento não é imediato. A SEMED jamais negou-se a discutir nenhum ponto, mas, mesmo assim, promovem uma greve, inflamam as redes sociais com informação parcial, em um movimento que terá grande impacto, negativo e desagregador, sobre nossos alunos, alunas e famílias”, dizia o comunicado.

Mais lidas da semana