Mídias Sociais

Cidades

Prefeitura de Cabo Frio segue tentando reverter interdição parcial do Hospital da Mulher

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A Prefeitura de Cabo Frio informou que segue tentando reverter, o mais rápido possível, a interdição parcial do Hospital da Mulher, que foi determinada pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj), na última quinta-feira, 16.

Segundo a administração municipal, todas as adequações estão sendo feitas, entre elas a entrega da documentação solicitada pelo órgão. No mesmo dia seguinte a interdição, a Secretaria de Saúde descredenciou a Unidade Intermediária (UI Neonatal), que já não funcionava há aproximadamente seis anos. A medida era um dos apontamentos do órgão.

“O funcionamento da UI necessita de médicos especializados, mas é inviável a contratação devido à situação financeira do município que não possibilita, nesse momento, o pagamento de salário compatíveis com a função", explicou a nota do município.

Vale lembrar que a unidade está atendendo apenas as 11 pacientes internadas, que já estavam sendo assistidas antes da interdição, além dos casos de emergência, para que não configure omissão de socorro. As gestantes, que chegam a unidade, estão sendo orientadas a procurar maternidades em cidades vizinhas até que essa situação seja resolvida.

Mais lidas da semana