Mídias Sociais

Cidades

Prefeitura de Cabo Frio esclarece funcionamento dos Parquímetros

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A Prefeitura de Cabo Frio esclareceu como funcionará os Parquímetros, instalados pela cidade, que passam a funcionar a partir do dia 1º de janeiro, modernizando o sistema de estacionamento rotativo.

Nesta primeira etapa, 43 parquímetros funcionarão na Praia do Forte, Gamboa, Peró e no Centro. Os equipamentos receberão o pagamento do estacionamento em moedas, cartão de débito ou de crédito. O valor da tarifa será de R$ 2 a cada hora e o horário de cobrança do sistema “Cabo Frio Rotativo” será de 8h às 00h. Lembrando que as placas de Cabo Frio continuam isentadas da cobrança.

Além do parquímetro, o condutor também poderá comprar créditos de estacionamento pelos seguintes canais de atendimento: aplicativo de celular “DigiPare”; pelo site www.digipare.com.br; na central de atendimento; por SMS ou nos pontos de venda com os agentes da Coger que circulam com máquinas de débito e crédito pelas áreas onde os equipamentos estão instalados. Importante destacar que estes funcionários só receberão pagamento em cartão.

“Os parquímetros vão modernizar a gestão do estacionamento em Cabo Frio, proporcionando mais rotatividade nas vagas e mais eficiência. A proposta é usar as vantagens das soluções tecnológicas para garantir o conforto do usuário, além de oferecer mais praticidade, reduzindo o tempo de espera e facilitando o pagamento”, explicou o Marcelo Espírito Santo, responsável pela Coordenadoria-Geral de Estacionamento Rotativo (Coger).

Ainda segundo Marcelo, de 1º a 7 de janeiro todo carro será notificado em caráter educativo. Após esse período, o condutor que utilizar as áreas regulamentadas pelo estacionamento rotativo e, por alguma razão, não efetuar o pagamento, terá 24 horas para regularizar a situação. Caso não o faça, o carro poderá ser multado, conforme a Lei do Código de Trânsito Brasileiro (CTB  9.503, de 23 de setembro de 1997), artigo 181.

A arrecadação do sistema “Cabo Frio Rotativo” segue para a Secretaria de Fazenda, que destinará a verba conforme as despesas da Prefeitura. O custo de operação é de R$ 114.783,25 por mês e o sistema será gerido pelo governo municipal. O contrato nº166/2019 firmado entre a Prefeitura e a empresa Sinalvida Dispositivos de Segurança Ltda foi publicado em diário oficial no último dia 19.

Ainda de acordo com a Prefeitura, os atuais controladores estão sendo treinados para usar o “Cabo Frio Rotativo” e redirecionados para outras funções ligadas ao sistema operação como fiscais de rua, para auxiliar a população no início da operação, esclarecendo duvidas, além de atuar como ponto de venda de créditos, entre outros. A maior parte foi encaminhada para ser fiscal do sistema.

 

 

Como utilizar:

 

Os equipamentos funcionam com um sistema de autoatendimento em que o próprio motorista opera o aparelho tanto na hora de pagar o estacionamento como para comprar créditos para estacionar. Com o sistema “Cabo Frio Rotativo”, o condutor poderá comprar créditos de estacionamento de seis maneiras: aplicativo de celular “DigiPare”, através do site “Digipare”, central de atendimento (na sede da Secretaria Mobilidade Urbana na Rua João Pessoa, 516 – Vila Nova), parquímetros, SMS (que será divulgado posteriormente) e pontos de venda, que serão os atuais controladores que estarão com máquinas para débito e crédito.

Lembrando que no pagamento via parquímetro, o equipamento emite um comprovante de pagamento, que deve ser colocado no para-brisa de forma visível. Caso o pagamento seja realizado nos outros cinco canais de atendimento, não é necessário imprimir comprovante, uma vez que os fiscais de estacionamento terão a informação em tempo real de que o veículo está regularizado no “Cabo Frio Rotativo”.

O valor mínimo para recarga é de R$ 2, equivalente a 1 hora, e os créditos comprados podem ser utilizados nas vagas regulamentadas por toda a cidade. Por exemplo, com a automação do sistema é possível comprar um bilhete equivalente a 1 hora de estacionamento, utilizá-lo por 30 minutos na Praia do Forte e usufruir do tempo restante em outro bairro, como o Centro.

Para utilizar o parquímetro é necessário seguir as instruções na tela do equipamento, como inserir a placa do veículo, conferir o tempo solicitado e confirmar a compra do bilhete efetuando o pagamento.

Se o condutor for notificado, pode regularizar sua situação através do aplicativo DigiPare ou em qualquer parquímetro de Cabo Frio. Entre os dias 01/01/2020 e 07/01/2020, as notificações terão caráter educativo e não punitivo. A partir do dia 08/01/2020, o usuário tem prazo de 24h para regularização através do parquímetro ou do app DigiPare.

Mais lidas da semana