Mídias Sociais

Cidades

Prefeitura de Arraial do Cabo decide flexibilizar retorna gradual das atividades

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A Prefeitura de Arraial do Cabo deu inicio ao processo de flexibilização das medidas de prevenção ao Covid-19. A cidade, que tem o menor índice de casos confirmados da doença na Região dos Lagos, foi a última a iniciar esse processo. Todas as decisões adotadas, através de decreto, tiveram como base o Plano de Controle e Ação (PCA) de enfrentamento ao coronavírus.

Nesta primeira etapa, o município adotou a bandeira laranja. Com isso, fica permitido o comércio varejista em geral, com funcionamento especificado por turno. (Diurnos das 8h às 17h e noturnos das 17h às 22h); incluindo Galerias e prédios comerciais; Atividades da construção civil e as lojas de material de construção; Oficinas mecânicas, cicles e congêneres.

Os bares, lanchonetes e restaurantes deverão atender com no máximo 50% da sua capacidade total, considerando a observância das normas de higienização, distanciamento espacial de 2m entre as mesas e uso de EPIs por funcionários e clientes;

Bancas de jornal e revistas poderão funcionar com atendimento de um cliente por vez;

Salões de beleza e centros de estéticas deverão proceder agendamento prévio para atendimento, sendo permitido o acesso de dois clientes por vez, no interior de estabelecimento;

Ficam mantidas as atividades internas dos estabelecimentos comerciais, bem como a realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros meios similares e aos serviços de entrega de mercadorias nas modalidades delivery, drive-thru e take away.

Meios de hospedagem somente poderão funcionar se tiverem contratos com empresas offshore, contratos corporativos ou para hospedar prestadores de serviços essenciais para a área de saúde;

Fica mantida a suspensão de todas as atividades turísticas, assim como ficam mantidas as barreiras sanitárias e o lockdown noturno das 22h às 6h. O acesso às praias fica permitido excepcionalmente para a prática de atividades físicas individuais, permanecendo vedado o acesso para qualquer outro fim;

Lembrando que é obrigatório para todos o uso de equipamento de proteção individual por funcionários e consumidores e cumprimento de protocolos de higienização, critérios de lotação e normas de distanciamento social. Os estabelecimentos deverão limitar o acesso dos clientes ao interior do estabelecimento conforme tamanho da edificação; Deve-se manter e ser estimulado o distanciamento social, o trabalho remoto (home office) e o isolamento vertical dos grupos de maior risco ou vulnerabilidade;

O monitoramento da evolução dos casos de coronavírus será feito com base no Índice Geral de Controle que leva em consideração a capacidade de atendimento do sistema de saúde municipal, a quantidade de leitos, o número de casos confirmados e o número de óbitos. Todo o PCA foi elaborado em cima da preservação da vida, com a retomada econômica, evitando um retorno descontrolado das atividades no Município, pautando as consequências sanitárias, sociais e econômicas.

Mais lidas da semana