Mídias Sociais

Cidades

Praia do Peró, em Cabo Frio, conquista certificado do ingresso da praia na fase piloto do projeto Bandeira Azul

Avatar

Publicado

em

 

Nesta semana, a coordenação nacional do programa Bandeira Azul emitiu o certificado do ingresso da Praia do Peró, em Cabo Frio, na fase piloto do projeto. Já no dia 31 de julho, será hasteada a bandeira provisória. Daí pra frente, os moradores continuaram na luta para conquistar a bandeira definitiva, e para isso, também será necessário a atenção do atual e do próximo governante do município.

A conquista é resultado de uma luta antiga de ambientalistas e moradores que defendem a preservação do ecossistema local. Inclusive, em fevereiro, iniciaram mutirão para preparar a praia para a visita técnica do programa. Para conquistar a Bandeira Azul, são necessárias medidas como facilidades de acesso; postos de salvamento; banheiros públicos; acesso para deficientes; limpeza permanente da areia; boas condições de higiene nos quiosques e restaurantes; e, outras exigências.

“O mais importante nós temos: qualidade da água. A conquista do certificado é o resultado da união da comunidade com o poder público e a iniciativa privada. Vamos promover um grande evento no dia 31 de julho, com caminhada de recuperação de áreas degradadas, como a Praça do Moinho, para festejar a conquista do certificado provisório”, explicou a ambientalista Marta Rocha, da ONG Amigos do Peró.

A coordenadora nacional do Bandeira Azul, Leana Bernardi, disse que o certificado foi emitido após uma vistoria técnica criteriosa na Praia do Peró. Atualmente, somente a Prainha, no Rio, possui a Bandeira Azul. Estão na fase piloto as praias de Itacoatiara (mais avançada) e Sossego, em Niterói; e, a Lagoa do Iriri e a Praia do Remanso, em Rio das Ostras.

A Bandeira Azul representa um forte atrativo para turistas internacionais que procuram praias livres de poluição e com ordenamento urbano. Na fase piloto, que vai até julho de 2018, o município tem que cumprir, com apoio da comunidade e da iniciativa privada, uma série de exigências para atender as normas do programa Bandeira Azul.

Para o presidente da Federação de Convention & Visitors Bureaux do Estado do Rio, Marco Navega, a notícia é "excelente" para o turismo fluminense. “Este é um belo exemplo de parceria da comunidade com o poder público e a iniciativa privada. Passou o tempo de entregar todas as responsabilidades ao prefeito, ao governador. Nesta época de crise, a iniciativa privada e as comunidades precisam arregaçar as mangas e partirem para a luta. É importante também que o próximo prefeito de Cabo Frio, seja ele quem for, dê prosseguimento a este projeto que é importante não somente para o município mas para o Estado do Rio”, afirmou Navega.

 

Mais lidas da semana