Mídias Sociais

Cidades

Portador de leucemia, morador de Macaé consegue marcar transplante, mas hospital cobra R$ 5 mil para internação

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Marcelo Silva, de 28 anos, conseguiu arrecadar a quantia necessária para realização do transplante de medula óssea, mas segundo ele, antes da cirurgia precisará ficar internado e hospital cobrou mais R$ 5 mil.

Daniela Bairros

O morador de Macaé, Marcelo Silva, de 28 anos, portador de leucemia, conseguiu marcar o transplante de medula óssea, mas segundo ele, antes da cirurgia, precisará ficar internado durante três meses e o hospital, localizado na capital, cobrou R$ 5 mil para cobrir despesas de internação. Em setembro, o Diário da Costa do Sol publicou reportagem sobre a criação de uma campanha virtual, também conhecida como vaquinha, para arrecadação de R$ 8 mil, valor que será cobrado para realização do transplante de medula  óssea. Marcelo explicou que a internação está marcada para a próxima quarta-feira (18), mas a cirurgia deverá ser realizada daqui a três meses e que o período de internação é necessário por ele estar com plaquetas baixas. “É uma corrida contra o tempo. Já consegui o doador compatível para o transplante, mas existem as despesas com a internação”, explicou.

Depois de um câncer no estômago, Marcelo descobriu a leucemia no ano passado e agora precisa do transplante. Além de ser portador de leucemia, descobriu tumores na garganta, pulmão e no ouvido.

O paciente faz tratamento em hospitais do sistema público de saúde em Campos dos Goytacazes e na capital, como sessões de quimioterapia. Há quatro meses, Marcelo aguarda sua vez para fazer o transplante, que custa R$ 8 mil.

A internet virou aliada na luta contra a doença. A vaquinha virtual Transplante de Medula do Marcelo Silva (https://www.vakinha.com.br/vaquinha/transplante-de-medula-do-marcelo-silva?utm_campaign=facebook&amp%3Butm_content=344929&amp%3Butm_medium=button&amp%3Butm_source=VkCreated) foi criada para arrecadar recursos financeiros para o custeio do tratamento.  A campanha na internet foi criada no dia 17 de agosto deste ano e se encerrou nessa segunda-feira, 15 de outubro.  Para contribuir, basta acessar o link acima, preencher um campo com dados pessoais, como nome, email, data de nascimento, telefone celular e CPF. Depois, optar por fazer a doação por meio de boleto bancário, cartão de crédito ou bitcoin. A doação para as despesas da internação também pode ser feitas pela vaquinha virtual.

Além da doação para ser submetido ao transplante, Marcelo precisa de recursos para compra de remédios, que por mês, o gasto chega a R$ 1500.  O dinheiro para comprar os medicamentos, de acordo com Marcelo, vem da ajuda de amigos.

Marcelo Silva já fez divulgação da campanha também nas rádios de Macaé, como na 95FM, no programa de Robson Oliveira.

Faça você também a sua doação, acessando o link da vaquinha virtual Transplante de Medula do Marcelo Silva, doando qualquer quantia, estará salvando uma vida. Outras informações podem ser obtidas também pelo telefone (22) 99910-4635.

Crédito: Divulgação/facebook

 


 

Mais lidas do mês