Mídias Sociais

Cidades

Paramédica cabo-friense morre nos Estados Unidos vítima de coronavírus

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A paramédica cabo-friense, Liana Sá, de 55 anos, foi uma das vítimas do coronavírus nos Estados Unidos. Ela morreu no último fim de semana, após aproximadamente cinco dias depois de identificar os primeiros sintomas do vírus.

Segundo informações, Liana morava há cerca de dez anos nos Estados Unidos e estava trabalhando na linha de frente do combate ao vírus no país, que possui o maior número de mortos desde o início da pandemia. Ela realiza o transporte dos pacientes infectados e estava trabalhando incansavelmente.

Em suas redes sociais, amigos e parentes lamentam sua morte e falam sobre seu dom de trabalhar em prol de salvar vidas. Além disso, Liana fez diversos apelos para que as pessoas ficassem em casa.

 

Mais lidas da semana