Mídias Sociais

Cidades

Moradores de Tamoios fecham Rodovia Amaral Peixoto em protesto contra acidentes

Publicado

em

 

A população pede que as autoridades tomem as providencias necessárias para amenizar o número de acidentes no local

 

Thaiany Pieroni

 

Moradores de Tamoios, no segundo distrito de Cabo Frio, fecharam a Rodovia Amaral Peixoto, no trecho próximo ao bairro Florestinha, no final desta segunda-feira, 02. O objetivo do protesto foi mais uma vez tentar chamar atenção das autoridades para que providencias sejam tomadas, com o intuito de oferecer mais segurança na estrada, onde diariamente são registrados acidentes.

Os manifestantes também colocaram barreiras na via lateral deixando o trânsito intenso. Alguns motoristas tentaram desviar pelas estradas de chão, onde o trânsito também ficou bem complicado. O Batalhão da Polícia Rodoviária – BPRv foi acionado e ajudaram a controlar a situação.

Depois de algum tempo, os moradores abriram a estrada parcialmente. Por volta das 20h30, o protesto foi encerrado com uma oração. Os bombeiros apagaram o fogo e retiraram os materiais que obstruíam a passagem na via.

Os participantes do protesto informaram que não irão desistir do objetivo. E em breve, caso nenhuma providência seja tomada, eles voltaram a realizar novos atos.

Luta antiga dos moradores de Tamoios – Os moradores de Tamoios, há anos lutam por melhorias na Rodovia Amaral Peixoto. Infelizmente, apesar da luta intensa, poucas providencias foram tomadas e diariamente são registrados acidentes na estrada, que tem pouca estrutura e segurança. Um dos casos mais recentes, foi a colisão entre uma van e um caminhão, que deixou uma mulher morta, além de oito pessoas feridas.

No trecho que corta o distrito, há três semáforos, sendo que apenas um deles está em funcionamento. A Prefeitura disponibilizou alguns agentes de trânsito, o que segundo os próprios moradores, ainda não é o suficiente para atender a demanda da localidade. Enquanto outras providências não são tomadas, os moradores são obrigados a continuar arriscando suas vidas. O problema atinge tanto os pedestres, quanto os motoristas.

 

Mais lidas da semana