Mídias Sociais

Cidades

Morador de Unamar, em Tamoios, Cabo Frio morre após ser atropelado

Avatar

Publicado

em

 

Situação reforça problema de falta de sinalização e agentes de trânsito no distrito

Thaiany Pieroni

O distrito de Tamoios perdeu neste fim de semana, uma figura lendária, vítima de um atropelamento na noite de sexta-feira, 14. Valdir, conhecido por todos como Jacaré, foi atropelado em Unamar. Ele chegou a ser socorrido, ficou internado no Hospital de Cabo Frio, mas não resistiu e veio a óbito neste domingo, 16.  O enterro foi realizado no Cemitério do Âncora, em Rio das Ostras, na manhã desta segunda-feira, 17.

A situação sensibilizou muita gente e mais uma vez trouxe à tona o problema da falta de sinalização e estrutura nas ruas do distrito, principalmente na Rodovia Amaral Peixoto, que corta todo o distrito de Tamoios.

No sábado, 15, um grupo de moradores chegou a se reunir para planejar uma mobilização para mais uma vez tentar sensibilizar as autoridades a buscarem soluções para este problema, que afeta diretamente vidas.

“Infelizmente, é difícil conseguir mobilizar as pessoas porque já fizemos tantas manifestações, tantos pedidos. Ano passado chegamos a ir ao Rio de Janeiro, no DER solicitar atenção nessa estrada e até hoje não tivemos resultados, o que faz com que as pessoas fiquem desacreditadas. Mas, precisamos continuar cobrando, são vidas que estamos perdendo”, lembrou Rosi.

Segundo os moradores, as demandas são muitas já que em toda extensão há apenas três semáforos, sendo que um deles não está em funcionamento há mais de um ano. Além disso, neste ano, apenas no período do Carnaval, a população contou com o auxílio de agentes de trânsito para ajudar na travessia. E apesar das faixas de pedestres pintadas pela Rodovia, são raros os veículos que respeitam e param. Para completar a lista, apesar da Prefeitura está realizando o serviço de manutenção de iluminação, ainda há diversos trechos sem luz, o que aumenta ainda mais o risco para os pedestres.

O problema maior é que neste momento, a Rodovia pertence ao Estado, que também alega passar por problemas financeiros, inviabilizando interferências na via.

Enquanto isso, o prefeito de Cabo Frio, Marcos Mendes, já manifestou seu desejo por emancipalizar esse trecho da Rodovia para atender a demanda da população, mas segundo ele, antes é necessário reorganizar as contas do município, que foram deixadas com inúmeros problemas. Segundo Marquinho Mendes, a expectativa é que este problema seja resolvido no segundo semestre deste ano. Enquanto isso, a manutenção da iluminação da via está sendo realizada aos poucos e há planos para que o agentes de trânsito voltem a atuar em breve.

 

Mais lidas do mês