Mídias Sociais

Cidades

Meio Ambiente de Carapebus reúne-se com AGEVAP para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos

Publicado

em

O encontro aconteceu no último dia 1º de março para tratar de cooperação técnica.

Da redação

Visando a qualidade do meio ambiente em Carapebus, a Prefeitura Municipal, através da secretaria do Meio Ambiente, esteve reunida com membros da Associação Pró Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul – AGEVAP, no último dia 1°, com objetivo de tratar do acordo de cooperação técnica, para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos – PMSBRS.

O PMSBRS será uma ferramenta para planejar objetivos e metas a médio e a longo prazo, promovendo a gestão ambiental com o controle da qualidade dos recursos hídricos e a proteção do meio ambiente. Além disso,  o Plano vai estabelecer condições adequadas para o manejo do solo evitando a degradação do mesmo e a transmissão de doenças como também a destinação correta dos resíduos recolhidos na cidade.

A reunião contou com a presença do presidente da AGEVAP, André Luiz de Paula Marques, do especialista em Recursos Hídricos da AGEVAP, Bruno Retrão, do secretário do Meio Ambiente de Carapebus, Lenildo Lamóglia e de técnicos da Secretaria do Meio Ambiente de Carapebus.

Segundo o secretário do Meio Ambiente, Lenildo Lamóglia, todas as prefeituras devem elaborar o Plano de Saneamento até o próximo ano. “Os municípios só receberão os recursos da União destinados para saneamento básico com o PMSBRS. Nossa parte estamos fazendo, preparando a minuta que trata do acordo de cooperação técnica para auxiliar na elaboração do Plano que já está no jurídico da AGEVAP, para avaliação. Em seguida,  será assinado pela prefeita Christiane Cordeiro e pelo presidente da AGEVAP”, falou Lenildo.

Ainda de acordo com Lenildo, a AGEVAP contratará quatro estagiários na área de engenharia para auxiliar na elaboração do PMSBRS em Carapebus. “Os estagiários serão contratados através de convênio da AGEVAP com universidades federais”.

Crédito: Divulgação

 

Mais lidas do mês