Mídias Sociais

Cidades

Marinha investiga suposto descarte de produto químico no Porto de Imbetiba em Macaé

Avatar

Publicado

em

 

SindipetroNF pede a os banhistas que estava na praia para notificarem qualquer caso de intoxicação

 

A Marinha do Brasil investiga o descarte de um produto química, no Porto de Imbetiba pelo navio “Bartura” da empresa Wilson Sons. A denúncia do descarte criminoso foi feita pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.  E protocolada na Delegacia da Capitania dos Portos de Macaé, na manhã desta segunda-feira (21).

Segundo a denúncia, o descarte de produto químico foi feito pelo navio “Bartura” da empresa Wilson Sons, comprovado em vídeo enviado por moradores ao Sindicato. Próximo ao local há uma praia e os produtos descartados podem afetar e contaminar banhistas que frequentavam o local. O despejo só pode ser visto do alto, porque no nível da areia o banhista só vê uma onda.

A atividade do navio descumpre o anexo II da Marpol 73/78 que trata do descarte correto de substâncias líquidas. Essa norma determina, entre outras coisas, que o descarte tem que ser feito a uma distância superior a 12 milhas náuticas da terra e onde a profundidade não seja inferior a 25 metros. O descarte aconteceu no sábado 19, por volta das 11h no Porto de Imbetiba.

Tânia Garabini

Mais lidas da semana