Mídias Sociais

Cidades

Hospital da Mulher de Cabo Frio é alvo de inquérito aberto pelo Ministério Público

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro abriu um inquérito para apurar as mortes de bebês recém-nascidos registradas desde novembro do ano passado, no Hospital da Mulher de Cabo Frio.

A primeira ação do órgão foi solicitar que a Secretaria de Saúde de Cabo Frio informe o número de óbitos ocorridos no Hospital da Mulher desde novembro de 2018, com a indicação dos nomes e endereços das pacientes envolvidas. O MP também pede os nomes dos médicos que prestaram os atendimentos que terminaram em mortes. A promotoria quer saber ainda se os médicos envolvidos nos casos mantém vínculo com o hospital e quais providências estão sendo tomadas para a apuração do número de mortes.

A Prefeitura tem o prazo de cinco dias úteis para fornecer as informações solicitadas.

O Ministério Público pediu ainda que a que a Alerj e a Câmara de Vereadores de Cabo Frio enviem relatórios das CPI's que investigam os casos para que haja uma cooperação entre os órgãos.

 

Hospital está sob nova direção - Diante da investigação que está sendo realizada na unidade de saúde, a prefeitura decidiu afastar os antigos diretores, e desde terça-feira, 09, a unidade está sob a administração da ginecologista e obstetra Tânia Lydia Matosinhos Lowen Pires.

Além de Tânia, a também ginecologista e obstetra Cristina do Vale Faria compõe a nova administração na diretoria técnica e a fisioterapeuta Simone Sant’Anna na diretoria administrativa.

Em seu primeiro dia de gestão Tânia anunciou que quer trabalhar de forma integrada com todos os departamentos da pasta e investir ainda mais no atendimento humanizado.

“Vamos nos reunir com os médicos das unidades de ESFs (Estratégia de Saúde de Família) para atuarmos em parceria especialmente no pré-natal e após as altas das pacientes internadas para tratamento. Vamos fazer uma busca ativa para o pré-natal pelos agentes de saúde, nas pacientes que abandonam ou que nem sequer iniciam esse acompanhamento da gravidez”, afirma a médica.

Ainda segundo a nova diretora geral, os funcionários do Hospital já estão recebendo um curso de humanização no atendimento. O objetivo é oferecer maior acolhimento aos pacientes e também a toda equipe.

 

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Avenida Atlântica, 2.500, sala 22 – Cavaleiros – Macaé/RJ

cliquediario@gmail.com
(22) 2765-7353

Mais lidas da semana