Mídias Sociais

Cidades

Hemolagos cria normas de segurança para incentivar a doação de sangue durante a pandemia

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O Hemolagos de Cabo Frio, responsável por atender todas as unidades de saúde da Região dos Lagos, registrou queda no número de doadores de sangue, desde o início da pandemia, e por isso, tem buscado inovar nas ações para mudar este cenário.

Para atrair essas pessoas, o Hemolagos modificou seus horários de atendimento e iniciou os agendamentos para a coleta de sangue. Desde o início do mês, as doações podem ser marcadas por meio dos números (22) 99774-7988 e 2644-5076.

A coleta de sangue é realizada às segundas, terças e quarta-feira, das 8h às 15h. Para a doação é imprescindível que o candidato cumpra todas as medidas protetivas, como a lavagem das mãos, higienização com álcool em gel e o uso de máscaras.

Presidente do Hemolagos e secretária de Saúde de São Pedro da Aldeia, Francislene Casemiro, destacou a doação de sangue como ponto de extrema importância em meio à pandemia. Segundo ela, mesmo com a COVID-19 as demais necessidades seguem atingido à população.

“O ato de doar sangue salva vidas, por diversas vezes, de pessoas que nem conhecemos, mas que poderiam ser nossos pais ou irmãos. Neste dia mundial do doador do sangue peço que as pessoas pensem nisso, se coloquem no lugar do outro que pode precisar da transfusão para sobreviver. Sabemos da demanda que o coronavírus está causando, mas não podemos nos descuidar das demais patologias e necessidades, como é o reforço na doação de sangue”, ressaltou.

 

Junho é o mês de conscientização da doação de sangue

 

A campanha de incentivo a doação de sangue, este ano ganhou ainda mais importância. Apesar da dificuldade em receber sangue, o consumo de sangue é diário, contínuo e não conta com um substituto. Os principais receptores são pessoas com anemias crônicas, vítimas de acidentes que causam hemorragias, pacientes com complicações decorrentes da dengue, febre amarela, em tratamento de câncer e outras doenças graves.

Segundo o Ministério da Saúde, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis. Idosos entre 60 e 69 anos, só poderão doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, cinquenta quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas doze horas anteriores à doação e não estar em jejum. É indispensável a apresentação de documento de identificação com foto.

Ainda de acordo com o Ministério, são considerados doadores inaptos para a doação de sangue por um período de 30 dias aqueles que apresentarem sintomas respiratórios e febre ou se tiverem tido contato, há menos de 30 dias, com casos suspeitos ou confirmados de COVID-19.  Para a doação, é imprescindível que a pessoa apresente um bom estado de saúde.

Para a secretária de Saúde, a doação de sangue precisa ser uma bandeira lembrada durante os doze meses, com objetivo de manter o estoque apto às demandas.

“É importante ter uma data para recordarmos a importância da doação, mas é ainda mais necessário que as coletas ocorram durante todo o ano. Os pacientes que precisam de transfusão necessitam das bolsas de sangue em qualquer mês ou dia. São Pedro da Aldeia e os demais municípios recebem as bolsas pelo Hemolagos de acordo com a demanda que surge. Enquanto hemocentro, precisamos estar preparados, e isso passa pela colaboração de todos que podem fazer a sua doação”, completou.

 

 

Conheça o hemolagos:

 

Se você é uma pessoa apta a doar sangue, pode comparecer ao Hemolagos e fazer a sua parte. A unidade fica localizada na rua Barão do Rio Branco, nº 88, bairro Passagem, em Cabo Frio. O Hemolagos atende os municípios de Saquarema, Araruama, Armação de Búzios, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Casemiro de Abreu, Cabo Frio, Arraial do Cabo e Rio das Ostras.

Mais lidas da semana