Mídias Sociais

Cidades

Guardas Civis de Araruama vão às ruas pedir pela saída de atual comandante

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Nesta terça-feira (26), servidores da Guarda Civil Municipal de Araruama foram às ruas protestar contra a atual gestão da comandante Flávia Corrêia. Servidores protestam pela falta de comando e imperícia, assédio moral e abuso de autoridade, além de perseguição e discriminação de gêneros. Através de faixas, manifestantes escrevem “chega de covardia” e pediram a atenção da prefeita Lívia de Chiquinho.

De acordo informações, o estopim para o início da manifestação seria a perseguição com um dos servidores, por possíveis divergências políticas, onde acordo com ele, não existe. A situação teria acarretado mudanças na sua carga horária, que agora, passa a ser por expediente, prejudicando-o, visto que o mesmo alega morar em Itaipu.

A tentativa de prejudicar o servidor indignou os demais colegas, que foram às ruas pedir por justiça, acusando a comandante de abuso de poder. A classe afirma ainda que não são contra o governo e aproveitam ainda para parabenizar a prefeita Lívia, que “tem trazido estrutura para a guarda e feito um excelente trabalho, digna de elogios pela boa administração”.

O pedido de afastamento da atual comandante e nova eleição para o cargo foi protocolado na Prefeitura Municipal de Araruama pela Associação dos Guardas Civis do município.

 

Mais lidas da semana