Mídias Sociais

Cidades

Gincana incentiva alunos da rede municipal de Cabo Frio a recolher óleo de cozinha usado

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Uma Gincana realizada com alunos do 4º ao 9º ano do ensino fundamental da rede municipal de Cabo Frio está incentivando os estudantes a fazerem a coleta do óleo de cozinha usado. O material será destinado a reciclagem. A ação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação, por meio da Gerência de Programas e Projetos Especiais da Coordenadoria de Supervisão Escolar, em parceria com a Prolagos.

O objetivo da Coordenadoria de Supervisão Escolar é utilizar a gincana como atividade pedagógica para estimular o respeito ao meio ambiente e à promoção da saúde coletiva; mostrar os danos ambientais causados pelo seu despejo incorreto na rede de esgoto; incentivar a correta destinação do produto, bem como cultivar “postura crítica e transformadora de valores, de forma que reoriente atitudes para a construção de sociedades sustentáveis”, conforme preconizam as Diretrizes Curriculares Municipais para a educação ambiental da rede de Cabo Frio.

De acordo com o regulamento da gincana, o óleo de cozinha usado deverá ser recolhido em garrafas pet até o dia 18 de outubro. Na semana de 21 a 25 de outubro de 2019, a equipe de Responsabilidade Social da concessionária fará a apuração em cada instituição de ensino e acompanhará o recolhimento das garrafas.

Apenas uma turma será considerada vencedora, dentre todas as participantes do município de Cabo Frio, e a divulgação desta ocorrerá no dia 29 de outubro durante a Semana Municipal de Ciência e Tecnologia. A classe campeã municipal terá como prêmio uma visita-passeio ao Museu do Amanhã no Rio de Janeiro.

 Óleo de cozinha e o Impacto no meio ambiente - Um litro de óleo de cozinha usado pode poluir cerca de um milhão de litros de água, volume aproximado que seria consumido por uma pessoa em 14 anos. O descarte nos ralos e pias provoca entupimento nas redes, causando extravasamentos em vias públicas e refluxo nos imóveis. Além disso, o resíduo pode interferir no processo de tratamento de esgoto nas estações, além de contaminar praias, lagoas e o solo.

Mais lidas da semana