Mídias Sociais

Cidades

Fiscalização será intensificada para coibir uso de materiais inflamáveis por ambulantes de Cabo Frio

Publicado

em

 

Os trabalhadores que utilizam esse tipo de equipamento devem migrar para outras atividades. 

A fiscalização para coibir o uso de materiais inflamáveis por ambulantes que atuam em Cabo Frio está sendo intensificada. De acordo com a administração municipal, o período de notificação foi encerrado e nos próximos dias as equipes tomarão as medidas necessárias para coibir a pratica.

A proibição do uso de materiais inflamáveis é uma determinação do Ministério Público. O órgão teria atendido ao pedido de prorrogar a liberação da utilização desses produtos até a Semana Santa, porém, após dois incidentes na Praia do Forte e Peró, onde uma barraca e uma carrinho pegaram fogo, a proibição foi adiantada. Desde o dia 30 de janeiro, um decreto assinado pelo Prefeito Marquinho Mendes proibi totalmente a utilização de materiais inflamáveis em todo o município.

A recomendação da Prefeitura é para que todos trabalhadores que utilizavam este tipo de equipamento migrem de atividade, permanecendo assim com a licença. Porém, muitos ambulantes insistem em tentar burlar a determinação.

Na última sexta-feira, 16, durante uma coletiva de imprensa para divulgar o balaço do Carnaval, foi informado que no período do feriado 392 notificações foram emitidas pelas equipes de fiscalização de postura, todas relacionadas a materiais inflamáveis. Desde então, as equipes continuam atuando nas ruas e praias da cidade tentando coibir a pratica.

Na ocasião, o coordenador de postura destacou ainda que o período de notificações chegou ao fim. A partir de agora, as equipes terão que agir de forma mais energética, tendo em vista que todos já possuem o conhecimento da lei.

“Nossa intenção não é encher o pátio da Postura de carrinhos e botijões de gás, mas criar um processo de conscientização para que as pessoas deixem de utilizá-lo e mudem de atividade. Mas, infelizmente, agora vamos ter que cumprir a lei”, reforçou o coordenador da Postura Municipal, Gilson da Costa.

Denúncias para a Fiscalização de Posturas podem ser feitas pelo e-mail ouvidoria@cabofrio.rj.gov.br


 

Mais lidas do mês