Mídias Sociais

Cidades

Falta de planejamento na construção das vias laterais a Rodovia Amaral Peixoto, em Tamoios, hoje gera problemas

Avatar

Publicado

em

 

A pavimentação e o ordenamento das vias laterais a Rodovia Amaral Peixoto, no distrito de Tamoios, em Cabo Frio, pode ter sido algo muito positivo na época que foi inaugurada, pelo então prefeito, Marquinhos Mendes, mas hoje, a estrutura recebe muitas críticas e causa transtornos à população.

A estrutura foi planejada para atender o distrito naquela época, e não pensou no desenvolvimento futuro. No lado praia, onde poucas pessoas moravam, o movimento automaticamente era menor, e talvez por isso, as entradas e saídas para a Rodovia são distante umas das outras, o que atrapalha o morador e o comerciante.

Glaziely Alves, que é moradora da localidade há mais de dez anos, conta que a situação atrapalha no seu ir e vir.  "Há muitos anos minha família mora aqui, é claro que a rua de terra não era nada bom, quando chovia então, era horrível, mas faltou planejamento nessa obra, as entradas para eu sair da Rodovia e chegar até minha casa são extremamente longes, isso sem falar que se for pra eu para o outro lado, sem dúvida é melhor ir andando porque as entradas não são interligadas. Uma verdadeira confusão', comenta.

Para quem é comerciante, esse cenário gera prejuízo. O empresário Wanderlei afirma que muitos dos seus consumidores assumem que as entradas são uma barreira para chegarem até sua loja.  "Muita gente passa na Rodovia, vê meu material e para do outro lado ou mesmo no acostamento, ainda tem aqueles que passam direto e só depois voltam e falam que passou outro dia. Raramente alguém vai na outra entrada para retornar, e isso me atrapalha muito', comentou Wanderlei.

Para quem é motorista, uma sinalização adequada e um sistema inteligente fazem falta no dia-a-dia. É muito comum observar motoristas fazendo manobras arriscadas, principalmente pela falta de sinalização. “O fluxo de veículos cresceu muitos nos últimos anos, e mesmo assim, ainda não temos um sistema inteligente com semáforos ou algo assim para auxiliar na travessia. Além disso, não há uma divisão na saída. É comum observar motoristas entrando ou saindo pelo lado errado. Deveria haver uma harmonia entre as saídas dos dois lados da Rodovia, que facilitariam a aplicação de ações de melhoria no transito”, comentou o motorista Diogo Silva.

Junto com a obra, os moradores de Tamoios ganharam uma ciclovia, o que seria um destaque, entre as demais cidades, porém, o planejamento inadequado também influência na opinião dos usuários. “Todas as cidades deveriam ter ciclovia, isso é fato, e nós temos esse privilégio. Porém, quem fez achou que era só fazer e não precisava planejar. A ciclovia fica do lado que existem mais entradas e saídas de veículos, com isso, toda hora os ciclistas são obrigados a interromper seu caminho e se arriscar ao passar por essas entradas, lembrando que a maioria dos motoristas não respeitam ou sinalizam a manobra”, avaliou o ciclista Anderson.

 

Mais lidas da semana