Mídias Sociais

Cidades

Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) já está em operação no Lagomar

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé anunciou nesta quarta-feira, 5, que a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Lagomar já está em funcionamento, beneficiando cerca de 30 mil moradores da localidade.

Funcionando em um terreno no Engenho da Praia, ao lado da ETE do bairro, a ETE Lagomar será responsável pelo tratamento do esgoto de toda localidade, e terá a capacidade para tratar 40 litros de esgoto por segundo, o equivalente a mais de 3 milhões de litros por dia.

Com 60 quilômetros de redes coletoras de esgoto, a ETE, que já estava em funcionamento parcial desde julho deste ano, e agora, opera com sua capacidade máxima, depois de passar por rigorosa inspeção.

De acordo com a prefeitura, o tratamento do esgoto feito pela Estação é realizado a nível secundário, com o processo de lodo ativado por aeração prolongada, podendo atingir uma eficiência de 80% de remoção da matéria orgânica.
“O início da operação da ETE na Zona Norte faz parte do pacote de investimentos da prefeitura que prioriza a realização de obras de saneamento. A iniciativa, adotada desde 2013, contribui para a saúde da população, bem como para a preservação ambiental, com a destinação adequada dos efluentes. No Lagomar, por exemplo, o esgoto deixa de ser lançado no Canal Macaé/Campos que corta o Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba”, analisou a prefeitura.

Construída em módulos para facilitar futuras ampliações, a ETE tem capacidade para reaproveitar a água tratada na unidade para regar jardins em áreas públicas, o que gera uma grande economia para o município.

A prefeitura explica ainda que ao chegar à unidade, o esgoto é encaminhado para o tratamento preliminar, passando pelo gradeamento, pela caixa de areia e gordura, onde ocorre a retenção de resíduos sólidos como plásticos, tecidos, pedras, pedaços de madeira, areia, materiais sedimentáveis e sólidos flutuantes.
“Depois que a vazão é aferida, o esgoto bruto segue para a Estação Elevatória de Esgoto, onde é bombeado para os tanques de aeração. Nesta unidade, o esgoto é misturado ao lodo ativado (microrganismos aeróbios), e aerado, sofrendo, desta forma, “oxidação biológica”. Em seguida o esgoto segue para a separação, se liquida da fase sólida, através de um sistema de decantação. No decantador, parte do lodo ativado retorna para os tanques de aeração para garantir a eficiência do sistema e o restante do lodo passa pelo processo de desaguamento, através da centrífuga. O líquido centrifugado retorna para o início do tratamento e o lodo é encaminhado para o destino adequado”, revela prefeitura.

Tunan Teixeira

Mais lidas da semana