Mídias Sociais

Cidades

Equipes de Macaé se preparam para Olimpíada de Robótica virtual

Avatar

Publicado

em

 

Daniela Bairros

 

As equipes de Macaé que vão participar virtualmente da Olimpíada de Robótica já estão se preparando. As etapas eliminatórias estaduais estão previstas para acontecer até o dia 23 de outubro e a avaliação final será entre 10 a 14 de novembro. Participarão da programação virtual, os alunos da equipe Serratc, que representa a Escola Municipal Natálio Salvador Antunes. Eles foram os primeiros a fazer parte da rodada de amistosos, que acontecem até o final deste mês, conforme cadastro na página oficial da OBR (Olimpíada Brasileira de Robótica).

A olimpíada abrange as modalidades prática e teórica, que procuram adequar-se aos que já têm contato com a robótica educacional, quanto ao público que não conhece esta área específica. As atividades acontecem por meio de competições práticas (com robôs) e provas teóricas em todo o Brasil. A edição deste ano  terá duas modalidades na prática virtual: Simulação e Apresentação, para que as equipes possam participar mesmo de casa.

 

Os estudantes terão a oportunidade de  mostrar em vídeo de até cinco minutos um projeto já desenvolvido por eles e que relaciona a robótica a uma das seguintes categorias: Maker, Inovação, Programação, Trabalho em Equipe, Modelagem Virtual, Responsabilidade Social e Divulgação Científica. Já a categoria “Simulação” conta com estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, Médio e Técnico. Nesta fase, um programa online será usado para simular a prova prática, onde o robô precisa resgatar uma vítima em um ambiente hostil. Tradicionalmente, a modalidade prática é realizada em etapas regionais, estaduais e  nacional.

A rede municipal de ensino de Macaé é reconhecida como um dos municípios que mais cresce no Estado do Rio de Janeiro na área da robótica educacional. A equipe do programa#InovareAprender tem se evidenciado ao longo dos anos no Estado do  Rio de Janeiro por organizar regionais em cidades como Niterói e Rio das Ostras e atuar em formações específicas.

O “InovareAprender” envolve 13 estações de escolas municipais como Elza Ibrahim, Paulo Freire, Colégio Aplicação (CAP) e Polivalente Anísio Teixeira, que  já estão treinando virtualmente. No programa, universitários, alunos e professores fazem parte de atividades online como aulas em plataformas específica, oficinas, cursos de formação, atuações na produção de linguagens com games e animação, além de produção máscaras (Face Shield)  e totens de álcool em gel.

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana