Mídias Sociais

Cidades

Equipes da Comsercaf realizam campanha de conscientização descarte correto de entulhos em Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A Prefeitura de Cabo Frio começou nesta semana uma campanha com o intuito de conscientizar a população do Distrito de Tamoios sobre o descarte correto de entulhos e inservíveis. A expectativa é que os moradores sigam os procedimentos adequados para o descarte, caso isso não seja feito, o próximo passo poderá gerar penalidades.

De acordo com a Prefeitura, a população deve colocar os entulhos e inservíveis dentro de sacolas plásticas. A Comsercaf tem como obrigação legal, a coleta de até 3 m³. Acima dessa quantidade, o descarte é de responsabilidade do cidadão, que deve contratar uma caçamba.

Funcionários da autarquia estão visitando as casas e passando essa informação para os moradores. Já a partir da próxima semana, funcionários da companhia vão passar por um treinamento realizado por fiscais da Coordenadoria de Posturas. Eles aprenderão como é a melhor forma de abordagem e como agir em casos de notificações. Em casos de descarte irregular, os colaboradores da Comsercaf darão um comunicado verbal. Caso não funcione, a notificação será por escrito. Em último caso, o cidadão será multado, com base na Lei Estadual 4171, de 30 de setembro de 2003.

“As multas podem variar de R$68 a R$10mil, de acordo com a quantidade de entulhos e o impacto ambiental promovido. Mas a nossa intenção é realizar uma campanha de educação ambiental e o ordenamento do município. Todos ganham quando a cidade está mais limpa e organizada”, informou o coordenador de Posturas, Jamir Corrêa.

Desde julho deste ano, a Comsercaf já recolheu mas de 1.700 toneladas de entulhos e inservíveis. Em agosto, a autarquia buscou novas soluções para o descarte, mudando a destinação dos resíduos de construção civil (RCC), deixando de direcionar para o Aterro Sanitário, e enviando para a empresa JM, que promove o beneficiamento do RCC, com a trituração, reutilizando na fabricação de tijolos e asfalto. Anteriormente, era gasto R$90 por tonelada e agora o custo é de R$7 por tonelada, o que representa uma economia de mais de 90%.

“Buscamos soluções para reduzir os custos e fazemos a nossa parte com a realização dos serviços de limpeza e manutenção de toda a cidade, mas a população precisa se conscientizar que tem a sua parcela de responsabilidade com o despejo correto de entulhos”, explicou disse Dario Guagliardi, presidente da Comsercaf.

A partir do próximo ano a ação será intensificada também no Primeiro Distrito de Cabo Frio, quando a Coordenadoria de Posturas irá ceder fiscais que darão apoio à autarquia.

Mais lidas do mês