Mídias Sociais

Cidades

Em São Pedro da Aldeia, campanha quer combater maus tratos e abandono de idosos durante isolamento social

Publicado

em

 

Daniela Bairros

Numa época em que os cuidados para combater o coronavirus e a necessidade de isolamento social precisam ser colocados em prática, os idosos, que estão no grupo de risco da doença, tendem a sofrer também com maus tratos, entre eles, o abandono. Para evitar isso, São Pedro da Aldeia criou uma campanha de conscientização.

 De acordo com o Conselho Municipal dos Direitos do Idosos (CMDI), antes da pandemia,  o órgão recebia uma denúncia por mês e, somente nos últimos 15 dias, já foram registradas seis denúncias de abandono.
Além de despertar nas pessoas o carinho e cuidados que se devem ter com os idosos, a campanha divulga também os contatos onde as denúncias de maus tratos podem ser feitas: (22) 2627-4550 e o e-mail conselhodoidosospa@gmail.com
O presidente do Conselho, Vinícius Lavalle, chamou  a atenção para a importância dos cuidados com os idosos nessa época delicada. "Nesse momento em que o mundo passa por esta pandemia, precisamos mais do que nunca ressaltar a importância de cuidar de quem sempre cuidou da gente. Não podemos deixar que o isolamento, que hoje se faz necessário, vire abandono. Temos o dever como família em manter nosso idoso saudável fisicamente e mentalmente".
O Conselho Municipal do Idoso é um órgão de representação dos idosos e de interlocução junto à comunidade e aos poderes públicos na busca de soluções compartilhadas.  O conselho deve estar em sintonia com as políticas nacional e estadual, estatuto do idoso e se adequar às regras e leis aprovadas e regulamentadas.  O Conselho Municipal deve promover amplo e transparente debate das necessidades e anseios dos idosos, encaminhando propostas aos poderes municipais, principais responsáveis pela execução das ações.
O papel do Conselho é consultivo, normativo, deliberativo e formulador de políticas dirigidas à pessoa idosa. O Conselho deve se aproximar do poder Público Municipal e dos órgãos de representação Estadual e Nacional, estabelecendo, na medida do possível, interfaces que possam ajudar na construção de uma sociedade mais organizada e participativa.

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana