Mídias Sociais

Cidades

Em Macaé, segunda fase da vacinação contra Influenza é retomada nessa sexta-feira (24)

Publicado

em

 

 

Daniela Bairros

Foi retomada nessa sexta-feira (24), em Macaé, a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Segundo a secretaria de Saúde da cidade, até o momento, 35.100 mil pessoas do público-alvo foram vacinadas. Como nas fases anteriores, para evitar aglomerações, a vacina está sendo aplicada em pontos estratégicos e em sistema drive thru.

Em Macaé, as doses estarão disponíveis no Centro de Especialidades Médicas Dona Alba, no Pronto Socorro do bairro Aeroporto, de 8h às 17h, e no Centro de Convenções com logística drive thru desde às 8h. A campanha de vacinação busca imunizar contra três vírus da gripe Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B. De acordo com o calendário nacional, a previsão é de que a imunização aconteça até o dia 22 de maio.

Grupos - Os grupos prioritários para vacinação nesta segunda etapa são profissionais das Forças de Segurança e Salvamento, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

As unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESF) são referência para vacinação dos pacientes já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS residentes na localidade. As equipes de imunização continuam com o atendimento domiciliar de pacientes idosos acamados que residem em locais que não possuem cobertura da ESF. O responsável deve entrar em contato com a Casa da Vacina para solicitar a vacinação. Contato através do telefone (22) 2796-1622 e WhatsApp: (22)98828-9681. Idosos e profissionais de saúde também continuam sendo atendidos até o final da campanha.

Comprovantes - Os profissionais das Forças de Segurança e Salvamento deverão apresentar documento que comprove sua atuação. Os caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários também devem apresentar documento comprobatório da atuação como carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de habilitação (para motorista categorias C ou E) ou crachá funcional.

As pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independe da idade (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados, portadores de trissomias), devem apresentar no ato da vacinação a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina. Os pacientes já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS devem se dirigir aos postos que estão cadastrados para receberem a vacina.

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana