Mídias Sociais

Cidades

Com dívidas e outros problemas herdados de 2016, Cabo Frio sobrevive a 2017

Avatar

Publicado

em

 

Ano teve retorno de serviços essenciais, mas também teve greve e prisões.

Passar pelo ano de 2017 não foi uma tarefa fácil para os cabo-frienses. Depois do caos vivenciado em 2016 conseguir que a cidade caminhasse para frente, não tinha como ser fácil, assim como não foi. O ano contou com greves, escândalos, ânimos alterados, mas também teve boas notícias para a população.

Logo na primeira semana do ano, o Governo conseguiu negociar com os servidores do município para que os mesmos retornassem a ativa. Eles estavam há cerca de sete meses com as atividades paralisadas, devido à falta de pagamento. Nos primeiros meses, a entrada de recursos extras permitiu que o Governo cumprisse o acordo. Mas, infelizmente, com a redução de entrada de verba, o município voltou a sofrer com diversas paralisações. Inclusive, neste mês, com o bloqueio das contas da Prefeitura. Mas, a expectativa é que 2018 permita que todas as folhas sejam quitadas em dia.

Ainda com relação aos servidores, eles puderam comemorar não só a volta do Ibascaf, como também a inauguração de uma nova sede para melhor atender os servidores na questão médica. Em maio, a Prefeitura de Cabo Frio também convocou 230 candidatos aprovados no Concurso Público de 2009. A medida faz parte do acordo firmado entre o município de Cabo Frio e o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), em 18 de maio deste ano.

Outra área, que começou a ser restabelecida em Cabo Frio foi a saúde. Logo no primeiro mês, a nova administração conseguiu reabrir a UPA 24h do Parque Bule, que estava há mais de um ano sem realizar atendimentos, além de outras unidades de emergência, que também apresentavam problemas de funcionamento.

Ainda em benefícios ligados a saúde, a administração municipal inaugurou o Centro Municipal de Reabilitação de Cabo Frio. A inauguração foi um dos presentes que a cidade ganhou nos seus 402 anos de história. Na ocasião, também foram inauguradas a Casa do Empreendedor; a Casa do Idoso; e Sala de leitura de Tamoios.

A cidade também ganhou um grande reforço no turismo. No início do ano, os transatlânticas voltaram a parar em Cabo Frio. Para a temporada 2017/2018 estão confirmados dez navios.

Já no último dia 16, o reforço no turismo veio por meio dos céus: Cabo Frio inaugurou a temporada de voos internacionais no seu aeroporto. Até março de 20118, cerca de 24 voos chegarão da Argentina.

Mas, nem tudo são flores. Além das manifestações dos servidores, a população também foi às ruas durante o ano de 2017. Em Tamoios, diversas manifestações foram realizadas na Rodovia Amaral Peixoto pedindo mais segurança no trânsito. Afinal, foram muitas notícias de pessoas vítimas de acidentes na localidade. Inclusive, com óbitos.

Escândalos também marcaram o ano. Em maio, a Prefeitura de Cabo Frio decidiu exonerar a então, ex-coordenadora geral da Melhor Idade, Hilda Quintas Moreira, após uma determinação do ministério público, que incluía também seu marido e presidente da Consercaf, Claudio de Almeida Moreira. Porém, Cláudio permaneceu no cargo. Agora o ministério público decidiu ser mais enérgico, realizando a operação Basura.

A operação Basura prendeu Cláudio Moreira, além de outros envolvidos em um esquema de corrupção, envolvendo licitações com relação a coleta de lixo.

Após esse episódio, o Prefeito Marquinho Mendes anunciou uma intervenção na autarquia para que possíveis irregularidades fossem investigadas e os serviços continuassem funcionando na cidade, principalmente, devido a chegada das festas de fim de ano e alta temporada.

 

 

 

 

Mais lidas da semana