Mídias Sociais

Cidades

Cidades da Região dos Lagos traçam ações preventivas contra o Coronavírus

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

As cidades da Região dos Lagos estão agindo de forma preventiva para possíveis casos de Coronavírus. Com a chegada do vírus no Estado e com suspeitas próximas, como é o caso de Macaé, as cidades seguem o plano de contingência formulado pela Secretaria Estadual de Saúde.

O município de Cabo Frio, antes do Carnaval participou de uma palestra, que ressaltou a importância de manter a higienização de pontos de contato direto com visitantes internacionais, tendo em vista que a cidade abriga um aeroporto, além de realizar a chegaram dos passageiros com perguntas como de onde ele vem e se demonstrou algum sintoma.

Antes disto, a cidade também participou de um encontro promovido pela Fiocru, onde foi traçado um plano estratégico de contingência para intensificar medidas de segurança para limitar a transmissão humano a humano, incluindo as infecções secundárias entre pessoas próximas e profissionais de saúde. Na ocasião, a Secretaria de Saúde do Estado informou que trabalha em conjunto com o Ministério da Saúde para ampliar o número de leitos com isolamento e que dependendo da demanda, leitos em unidades municipais, estaduais e federais.

Em Búzios, após diversas notícias falsas sobre casos de suspeita do vírus na cidade, a Prefeitura divulgou uma nota que segue todos os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Caso algum morador ou visitantes apresentar algum problema de saúde que necessite que sejam enquadradas nestes protocolos, que visam a integridade do paciente e a segurança da população, não devem se sentir constrangidas ou expostas.

A Secretaria de Saúde de São Pedro da Aldeia emitiu uma nota informando que a rede municipal está sob vigilância, em relação a sintomas e possíveis casos do Coronavírus (COVID-19). A Saúde aldeense esclarece que a população deve estar atenta a reações sintomáticas, em casos de sinais similares os usuários devem buscar as unidades de referência mais próximas. A Secretaria Municipal de Saúde reforça que o município está seguindo o plano de contingência formulado pela Secretaria Estadual de Saúde, junto com as cidades fluminenses.

A Secretaria de Saúde de Iguaba Grande inicia, esta semana, o plano de prevenção ao coronavírus. As primeiras estratégias foram definidas em reunião realizada na tarde da última sexta-feira, 28, com a presença do secretário Valdeci Júnior e de equipes da UPA, Vigilância em Saúde, Departamento de Atenção Básica, Policlínica e Departamento de Epidemiologia. Todas as ações seguem recomendações tanto do Ministério da Saúde, quanto da Secretaria Estadual de Saúde e Vigilância Sanitária / Epidemiológica.

Durante a reunião, também foram definidas estratégias de isolamento de pacientes com suspeita da doença bem como definição de equipes de atendimento e higienização do espaço entre outros assuntos. Já os agentes comunitários de saúde ficarão responsáveis por levar orientação aos moradores de casa em casa, enquanto enfermeiros das Unidades Básicas de Saúde, da Policlínica e da UPA farão o mesmo trabalho nos locais de atendimento. “O importante é que as pessoas não se desesperem. Neste momento a informação é nossa maior aliada e vamos trabalhar para levá-la a todos os moradores. Pedimos apenas que a população fique atenta a todas as nossas orientações para que tenhamos sucesso em todo nosso plano de contingência”, tranquilizou Valdeci, colocando à disposição o telefone do setor de Vigilância em Saúde do município: (22) 2634-3738 ramal 224 ou 225.

 

Sobre o vírus e os casos - A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informou em seu último boletim oficial, que há 42 casos suspeitos de infecção pelo Novo Coronavírus (Covid-19), que estão sendo monitorados. Os locais de residências dos pacientes foram identificados da seguinte maneira: Rio de Janeiro (12), Niterói (7), Petrópolis (4), Resende (2), Barra Mansa (2), Macaé (2), São João de Meriti (1), Belford Roxo (1), São Gonçalo (1), Nova Iguaçu (1), Duque de Caxias (1), Campos dos Goytacazes (1), Maricá (1), Volta Redonda (1) e Teresópolis (1). Outros quatro (4) casos notificados são de pacientes que residem no exterior e em outro estado brasileiro.

O Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. Dentre os possíveis sintomas estão febre, dor de cabeça, dificuldade para respirar, tosse, diarréia e pneumonia. É transmitido pelo ar (gotículas de saliva, espirro e tosse), pelo contato físico (beijo, aperto de mão e abraço) e por superfícies não higienizadas como celulares, maçanetas, corrimão, teclas, botões e apoios em transportes públicos. Por isso é recomendável lavar as mãos sempre e usar álcool gel, além de evitar contato dos dedos com mucosas do nariz, olhos e boca. Já o tratamento é feito com medicamentos que aliviem os sintomas.

Mais lidas da semana