Mídias Sociais

Cidades

Cartório de Macaé adere ao projeto “Registro de Animal”

Avatar

Publicado

em

 

Registro de Guarda pode ser  feito no Cartório 1 º Ofício de Macaé. Primeira raça já foi registrada no local na última quinta-feira (30)

Daniela Bairros

 

Você que ama animais de estimação e que os criam em ambientes domésticos, sabia que pode registrá-los em cartório. Sim, isso é possível.

Os cartórios de Títulos e documentos do estado do Rio de Janeiro lançaram uma campanha para emissão do “Registro de Animal”, que é um registro de declarações de guarda de animais domésticos em que constam todas as informações sobre o animal, bem como sua foto, e além de dados do dono.

O Cartório 1º Ofício de Macaé  já aderiu à campanha e já registrou a primeira raça de cachorro na última quinta-feira (30).  Aquiles, um cão da raça Pastor Belga Groenendael . Ele chegou ao estabelecimento, único da cidade com atribuição do registro, e já possui o documento de guarda.

Segundo a proprietária e tabeliã do Cartório 1º Ofício de Macaé, Kátia Bento Figueira Mallet Soares,  além da guarda, o objetivo é proteger o animal. “Com as informações registradas, como por exemplo, o nome, foto, raça do cachorro ou gato, é possível até evitar que o animal seja raptado. No documento, é possível registrar característica diferenciada do animal. O Aquiles, por exemplo, possui mancha preta na língua”, explicou. Ainda segundo ela, a partir de agora, é que o registro de animal em Macaé seja bastante procurado. “As pessoas que gostam de animais domésticos se preocupam com seus bichos. São pessoas que lutam pela causa da defesa e proteção dos animais.  Então, acreditamos que o serviço será bastante procurado na cidade”.

Para Kátia, o registro de animal traz ainda muitos benefícios. Além de proteger os pets em caso de perda ou outras situações que precise comprovar quem é o seu dono, pode reduzir o elevado número de animais perdidos que adoecem ou sofrem maus tratos.  Segundo os últimos dados coletados  pelo IBGE em 2013, são 52 milhões de cães e 22 milhões de gatos que vivem em lares brasileiros.

O documento contém foto, o nome do animal e até mesmo se possui chip, além de dados do dono.

E outra facilidade. Antes de ir ao cartório, o formulário para obter o registro pode ser preenchido pela internet, pelo site: www.macae1oficio.com.br . Indo ao estabelecimento, é só apresentar um foto do animal. Em Macaé, o Cartório 1º Ofício fica na Rua Pereira de Souza, 104, no Centro. Para obter o registro de guarda, é cobrado o valor de R$ 123, 40.

 

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana