Mídias Sociais

Cidades

Cabo Frio leva campanha de vacinação contra HPV e Meningite C para escolas

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O município de Cabo Frio decidiu levar a campanha de vacinação contra o HPV e a Meningite C para as escolas municipais, estaduais e particulares da cidade. Essa foi a estratégia encontrada pela secretaria de saúde para que a imunização atenda um número maior de jovens, já que foi registrada um baixa procura de pais e responsáveis levando esses jovens até as unidades de Saúde para tomarem as vacinas.

A coordenadora da superintendência da Saúde Coletiva, Lucy Pires, chama a atenção para a importância da vacinação. “A vacinação contra o HPV é mais eficaz nessa faixa etária. Precisa-se de duas doses para que a pessoa fique adequadamente protegida contra verrugas genitais, câncer de colo de útero, de pênis e garganta. Já a vacina contra a meningite C é imprescindível já que é uma doença de transmissão respiratória e no outono/inverno os casos aumentam e a maioria das vezes resulta em sequelas neurológicas graves e até morte”, acrescentou a coordenadora.

A campanha nas escolas começou nesta semana e será finalizada quando os 85 estabelecimentos de ensino forem visitados. Antes das escolas receberem a vacina, a Saúde Coletiva está fazendo um trabalho de visita para conscientizar a direção das unidades escolares sobre a importância da vacinação contra o HPV e Meningite C. Além disso, os alunos precisam levar a autorização dos pais para a aplicação das vacinas. Só após esses procedimentos é que as equipes de imunização irão até as escolas para vacinarem os alunos.

A coordenadora ainda ressalta que apesar da campanha, os pais precisam, podem e devem levar seus filhos até as unidades de saúde portando a carteira de vacinação e documento de identificação. Quanto mais cedo a vacinação for feita, mais cedo a criança ou adolescente estará protegido.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, no Brasil foram detectados 16 mil casos de câncer de colo do útero por ano e 5 mil óbitos de mulheres associados à doença. Mais de 90% dos casos de câncer anal e 63% dos cânceres de pênis são atribuídos à infecção.


 

Mais lidas do mês