Mídias Sociais

Cidades

Cabo Frio e Huzhou, na China, serão "cidades amigas"

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O município de Cabo Frio e a cidade de Huzhou, na China, se tornarão, oficialmente, "cidades amigas", na próxima semana. Com essa formalização, os dois municípios devem se ajudar, mutuamente, através de intercâmbio cultural, ecológico e econômico, entre outros.

Para cumprir os protocolos finais de formalização do acordo de cooperação mútua, o Prefeito de Cabo Frio, Dr Adriano Moreno, e o Secretário municipal de Turismo, Radamés Muniz, seguirão para a cidade chinesa de Huzhou, neste domingo, 21. A viagem terá duração de cerca de 33 horas, sem contar as escalas, já que a distância (em linha reta) entre as duas cidades é de cerca de 18 mil km.

O protocolo de “cidades amigas” entre Cabo Frio e Huzhou foi assinado em maio deste ano, quando o vice-secretário-geral e diretor do Gabinete Geral do Comitê Permanente da Assembleia do Povo do município de Huzhou, Zhang Guoqiang, veio ao Brasil, junto com uma comitiva, manifestando interesse em investir no turismo e na área da fabricação de tubos de alumínio para o setor de petróleo, entre outros, escolhendo o município cabo-friense para o acordo de cooperação.

“Será uma viagem de negócios, que pode gerar excelentes frutos para Cabo Frio, tanto na área do turismo, quanto na geração de emprego e renda para nossa população. Teremos uma agenda oficial de 23 a 31 de outubro, com visitação guiada a várias empresas que têm interesse de investir em Cabo Frio, finalizando com nossa participação, como convidados, num Fórum sobre Desenvolvimento Verde, já que Huzhou é mundialmente conhecida como uma cidade ecológica, que investe em sustentabilidade, e tem muito a nos ajudar nesse sentido”, explicou o prefeito.

O Secretário de Turismo, Radamés Muniz, explicou que a viagem, conta com apoio de empresários da Região e que a programação também conta com visitas a empresas localizadas nas cidades de Hangzhou e Shanghai, que têm interesse investir no polo industrial ao lado do Cabo Frio Airport.

“Importante dizer que embora seja uma viagem oficial, de trabalho, tanto eu como o prefeito estamos viajando com recursos próprios, e contando com o apoio de empresas como Auto Viação Salineira, que contratou um tradutor para nos acompanhar na viagem e está patrocinando todos os presentes oficiais incluindo placas alusivas à solenidade, medalhas comemorativas, 20 miniaturas de estátuas produzidas pelo artista cabo-friense Ivan Cruz, entre outros objetos protocolares importantes para a cultura chinesa. Também temos apoio do Cabo Frio Airport, que além de contratar consultoria da Câmara de Comércio Brasil China ES (CCBCES) para nos ajudar na questão dos protocolos e formalidades, está enviando material já traduzido para o mandarim, mostrando todo o potencial do aeroporto e apresentando áreas disponíveis para implantação do polo industrial”, explicou Radamés, lembrando que entre as empresas que têm interesse em investir em Cabo Frio está a AliExpress, “um serviço de varejo on-line fundado em 2010, que se transformou num negócio mundial, superando as potências americanas Amazon e eBay. A ideia é trazer o setor de distribuição da empresa para o Cabo Frio Airport, que é alfandegado”.

Huzhou é uma cidade no nível de prefeitura localizada no norte da província de Zhejiang, na China. Possui população estimada em quase 2,9 milhões de habitantes, sendo conhecida como a Capital da Seda, na China, além de investir fortemente na indústria de materiais de construção e na agricultura. Em 2017, segundo o governo local, o PIB (Produto Interno Bruto) regional de Huzhou foi de US$ 40 bilhões. O investimento em ativos fixos somou US$ 28 bilhões e a arrecadação do município superou os US$ 6 bilhões. O volume total do comércio exterior somou US$ 11,39 bilhões, dos quais US$ 10,06 bilhões foram da exportação.

 

 


 

Mais lidas do mês