Mídias Sociais

Cidades

Baleia em estado de decomposição é encontrada na Praia de Tamoios, em Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Um filhote de baleia da espécie Jubarte foi encontrado em avançado estado de decomposição na Praia de Tamoios, em Cabo Frio, bem próximo a foz do Rio Una. Logo após o avistamento, os órgãos ambientais foram acionados e a coordenadoria de Meio Ambiente da secretaria de Desenvolvimento enviou uma equipe ao local para avaliar a situação.

De acordo com o município, como a carcaça estava em adiantado estado de decomposição, foi decidido que ela seria enterrada em uma área próxima, não divulgada, para que haja a preservação da ossada.  A decisão foi tomada em conjunto entre os agentes da coordenadoria do Meio Ambiente e da CTA, empresa contratada pela Petrobrás para cuidar da fauna marinha nas áreas abrangidas pela Bacia de Santos, da qual Cabo Frio faz parte.

Segundo o coordenador de Meio Ambiente, Mario Flavio, pelo tamanho, trata-se de um filhote recém nascido.

“Os filhotes de jubarte nascem após 11 ou 12 meses de gestação, já com tamanho entre quatro e cinco metros, pesando de 800 quilos a uma tonelada. Por esses parâmetros, podemos afirmar que é um filhote nascido há pouco tempo. Infelizmente, houve algum intercurso entre o seu nascimento e o início da amamentação, que causou sua morte”, explicou.

A jubarte é uma espécie cosmopolita, habita todos os oceanos. Assim como algumas outras espécies de baleias, ela realiza uma migração anual. Durante o verão ela se dirige às águas polares para se alimentar e, durante o inverno, migra para águas tropicais e subtropicais para acasalar e dar à luz. Assim, no hemisfério sul as jubartes chegam por volta de junho/julho e permanecem até novembro/dezembro, quando retornam para as áreas de alimentação.

Desde o final de maio e início de junho começaram os relatos das aparições das primeiras baleias, desde a Bahia até o Rio de Janeiro, além do Espírito Santo. O berçário principal em Abrolhos está cheio de mamães com filhotes e, segundo o Instituto Jubarte, da Petrobras, são diários os relatos de observação.

A última estimativa populacional das jubartes brasileiras apontou para a existência de cerca de 17.000 animais.


 

Mais lidas do mês