Mídias Sociais

Cidades

Autoridades de Cabo Frio continuam cobrando medidas da Prolagos por falta de água

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A Prolagos está recebendo duras cobranças de autoridades cabo-frienses devido a má qualidade nos serviços prestados; Desde o Natal, milhares de consumidores estão sofrendo com a falta de água.

Nesta segunda-feira, 07, o Procon de Cabo Frio denunciou a Prolagos ao Ministério Público pela falta de abastecimento na cidade. As advogadas representantes do PROCON pediram ao Promotor de Justiça, atenção para todos os bairros do Município, em especial ao Distrito de Tamoios e a Grande Jardim Esperança.

No sábado, 05, o vereador de Cabo Frio, Rafael Peçanha, anunciou que está entrando com quatro medidas com o intuito de responsabilizar a Prolagos, concessionária responsável pelo fornecimento de água na Região dos Lagos, pela má qualidade dos serviços prestados. Desde o Natal, o fornecimento de água na cidade está escasso.

Entre as medidas adotadas estão: A entrada de um ofício na Agenersa, que é a agência reguladora responsável pela Prolagos; A criação de um Projeto de Lei que fiscalize a empresa; A entrada de uma medida no Ministério Público e finalizando a entrada de uma ação popular na justiça.

Esse último item será um pacote das principais queixas dos consumidores com relação a empresa, incluído a cobrança da taxa de religação, a cobrança da conta por estimativa, suspensão da taxa de esgoto enquanto a laguna de Araruama continuar recebendo esgoto em natura e principalmente a suspensão do pagamento, enquanto o serviço não estiver sendo prestado.

"Ouvimos sempre as pessoas falarem que essas medidas são legais por conta do contrato. Por isso, eu baixei e li todo o contrato, agora estamos questionando que muitas clausulas presentes são ilegais e outras não estão sendo cumpridas", informou o vereador.

O vereador Vanderlei Bento (PMB) também esteve no Ministério Público, onde protocolou requerimento para que o problema seja objeto de investigação.

Já a vereadora Letícia Jotta (PSC) convocou uma reunião para esta quarta-feira,09, com a  Comissão de Tutela Coletiva da Câmara de Cabo Frio para tratar sobre a falta de água.

 

Falta de água - Desde o Natal, moradores, não só de Cabo Frio como de diversos pontos da Região dos Lagos, estão indignados com a falta do abastecimento. Em alguns locais, como no Distrito de Tamoios, em Cabo Frio, a água chegou em algumas residências com uma cor amarelada.

Os moradores questionam que o problema é recorrente e se repete durante toda a alta temporada. Eles também argumentam que terão que pagar a taxa mínima, equivalente ao uso de 10 mil litros, porém, a água não está sendo fornecida para este consumo.

Em Arraial do Cabo e em Cabo Frio, moradores chegaram a ir as ruas em forma de protesto pelo caso, mas a prolagos alega que a falta de água é causada pelo aumento populacional na Região, durante a alta temporada.

Mais lidas do mês