Mídias Sociais

Cidades

Agências bancárias são notificadas pelo Procon de Cabo Frio para cumprimento de normas para contenção do coronavírus

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Todas as agências bancárias de Cabo Frio foram notificadas pelo Procon com o intuito de intensificar a importância do cumprimento das normas para contenção do coronavírus.

O órgão determina que as calçadas sejam demarcadas com material lavável no espaçamento de 1,5 metro entre os clientes, que um funcionário supervisione de maneira constante a fila externa e que disponibilizem álcool em gel, sob pena de multa. A medida atende o Decreto Municipal que impõe regras de funcionamento para agências nesse período de contenção do coronavírus.

Os agentes também seguem vistoriando estabelecimentos com o intuito de verificar possíveis aumentos abusivos nos preços. Na última semana, 27 supermercados foram  notificados a apresentarem justificativas com relação aos preços praticados.

Segundo a coordenadora da pasta, a advogada Mônica Bonioli, os responsáveis pelos estabelecimentos explicaram que estão vendendo mais caro porque estão comprando com os valores mais elevados das fábricas e das distribuidoras. "Estamos solicitando as notas fiscais das compras já que a alegação é que estão vendendo mais caro porque estão comprando mais caro", explicou.

Diante dessas informações, o órgão levou uma representação ao Ministério Público do Rio de Janeiro e o Promotor confirmou instauração de procedimentos. Os responsáveis pelos supermercados devem apresentar defesa com notas fiscais de compra em até 10 dias.

O procon também realiza operações para fiscalizar as farmácias do primeiro e segundo distritos. Foram verificados preços de produtos de prevenção ao COVID-19, como máscaras, álcool gel e vitamina C. No total, foram 23 notificações emitidas, no entanto, a maioria das farmácias já comprovou que vendeu mais caro porque comprou mais caro das distribuidoras.

Mais lidas da semana