Mídias Sociais

Caderno D

Sesi Macaé recebe nesta quarta-feira (12) programação Feira Preta

Publicado

em

 

Com entrada franca, evento terá início às 17h e seguirá até às 20h30

Daniela Bairros

O Teatro Sesi Macaé recebe nesta quarta-feira (12), a partir das 17h, programação Feira Preta 2017.

A Feira Preta é o maior festival de cultura negra da América Latina. Um espelho vivo das tendências afro-contemporâneas do mercado e das artes, além de ser o espaço ideal para valorizar iniciativas afro-empreendedoras de diversos segmentos. Com 15 anos de existência, o festival se consolidou como uma plataforma de empreendimentos culturais, econômicos e educacionais, capitaneados pelo Instituto Feira Preta.

Um dos objetivos é difundir a informação sobre vários artistas em diferentes linguagens, funcionando como uma base de dados e divulgação de eventos, iniciativas, exposições e performances nas áreas: fotografia, cinema, artes plásticas, música, literatura, artesanato, moda, design, hip-hop, teatro, dança, educação e economias criativa e solidária, que mobiliza inúmeros representantes da cultura afro-brasileira e empreendedores de diversas regiões do Brasil.

Confira a programação

17h às 20h30

FEIRA PRETA – EXPOSIÇÃO DE PRODUTOS

Exposição de roupas e acessórios da marca “Baoba”, brinquedos da “Era Uma Vez o Mundo” e livros da “Kitabu”.

19h às 20h30

Painel sobre Afro-Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico

Promove o diálogo e a troca de experiências sobre desafios e oportunidades, através de um painel com mediação e cases de afro-empreendimentos.

Os afrodescendentes representam 68 milhões de consumidores e 11 milhões de empreendedores no Brasil. Do total de empreendedores no Brasil, 52% são negros.

O último estudo sobre “Micro Empreendedores Individuais” divulgado pelo SEBRAE aponta que mais da metade dos pequenos empreendedores brasileiros são negros. Entre 2002 e 2012, o número de pessoas negras que lideram empresas cresceu 27%, contra uma redução de 2% no número de pessoas brancas que fazem o mesmo.

É dentro deste contexto que o encontro propõe reflexões sobre os desafios e oportunidades.

Como fortalecer o ecossistema afro-empreendedor? Essa é a questão que norteará a discussão deste painel que contará com a participação de vários atores que compõem esse ecossistema.

Mediação

  • Adriana Barbosa – Feira Preta

Participantes - Cases de afro-empreendedores

  • Dinho França – Universidade da Correria (UC)

Dinho é criador da Universidade da Correria (UC), que proporciona uma animada troca de ideias para dar autonomia a jovens de comunidades pobres. Em parceria com universidades e empresas da cidade do Rio, a UC já trouxe diversos jovens para aulas, capacitações e debates.

  • Suzana Mattos – Sebrae Rio

Durante os últimos anos, o Sebrae/RJ produziu importantes informações sobre o perfil de empreendimentos e de micro e pequenas empresas situadas nas comunidades, além de aperfeiçoar ferramentas e estratégias de apoio para atender não apenas aos empreendedores das localidades, mas aqueles afinados com o perfil demográfico, de mercado e de consumo da classe C ou nova da classe média. A atuação nas comunidades visa apoiar, por meio da promoção do empreendedorismo e do fortalecimento dos pequenos negócios, o desenvolvimento socioeconômico das áreas de baixo IDH e com densidade econômica de pequenos negócios.

  • Marcelo Ramos - Bistrô R&R

Fruto da ousadia do fundador Marcelo Ramos, que junto de sua mulher Gabriela Romualdo transformou a garagem da casa de seu pai, na favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão, em um bar especializado em cerveja importada.

Convidados do Teatro SESI Macaé:

  • Leandro Cunha

Fotógrafo, formado em Artes Cênicas e Psicanálise.

  • Sheila Juvêncio

Produtora, empreendedora, agitadora cultural, atriz, coordenadora de projetos de empreendedorismo, formada em Produção Cultural.

  • Murilo Araujo

Jornalista, pesquisador, militante e influenciador digital.

  • Carine Passos

Graduanda em Ciências Sociais pela UFF, integra a militância antirracista, participa de mesas de discussão sobre o empoderamento da mulher negra.

O Teatro Sesi Macaé fica na Alameda Etelvino Gomes, 155, Riviera Fluminense.

 

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana