Mídias Sociais

Caderno D

Para presidentes de blocos e foliões, Carnaval 2018 de Macaé foi da família

Publicado

em

 

Ao todo, foram 30 blocos que se apresentaram em diferentes pontos da cidade, além do concurso de boi pintadinho em 12 localidades, durante seis dias de festa.

Acabou o carnaval e, com ele, lembranças de dias de muita festa. Em Macaé, para muitos presidentes de blocos e foliões, o Carnaval 2018 da cidade foi da família. Ao todo, foram 30 blocos que se apresentaram em diferentes pontos da cidade, além do concurso de boi pintadinho em 12 localidades, durante seis dias de festa.

A folia na cidade começou no dia 08 de fevereiro (quinta-feira) e seguiu até a terça-feira (13) e trouxe iniciativas públicas e privadas na cidade e região serrana, com apoio da Prefeitura de Macaé.

Os foliões curtiram o carnaval de Macaé nas orlas das praias Campista, Cavaleiros, Pecado e Imbetiba. Os blocos da Guarda Sênior, Mirafolia, Quero te Encontrar, Atura Bebê, Villa, Pecado, Danadas, Urubu, Pentelhinhos, Bené, Chaplin’s, Vila Glicério, Galo da Meia-Noite e Boi Capeta, além do Carnaval da Família na Feira do Visconde, foram os responsáveis pelos dias de muita festa e alegria na cidade.

Em nota, a Secretaria Adjunta de Turismo, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Remda, informou que o planejamento com os organizadores de iniciativas públicas e privadas, foi fundamental para reduzir possíveis problemas.

Segundo o secretário adjunto de Turismo, Leonardo Anderson, mais uma vez, a população aplaudiu o carnaval de Macaé. De acordo com ele, os hotéis e restaurantes tiveram uma taxa de ocupação de 70%, em média, com excursões de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Ainda segundo ele, o empenho de diversos órgãos da prefeitura contribuiu para o sucesso do Carnaval 2018 de Macaé.

Para um dos organizadores do Bloco do Pecado, Marcial Ximenes, o Carnaval atingiu o público esperado: a família. "Essa é a terceira edição do bloco e conseguimos, mais uma vez, reunir a família com segurança e tranquilidade. O tema de 2018 foi 'O Pecado mora ao lado', com a personagem de Marilyn Monroe, minibois e quadros para fotos. Já estamos planejando novidades para o próximo ano", disse ele, afirmando que dos três anos de Bloco do Pecado, este foi o que reuniu mais pessoas.

O organizador do Bloco do Bené, Aldebaran Bastos, pontuou que a iniciativa é um produto cultural da cidade que, este ano, comemora 10 anos. Já o responsável pelo Carnaval Benedicto Lacerda, Samuel Marques, afirmou que a proposta foi o resgate do Carnaval de rua. "Desde o ano passado reunimos um grupo para realizar o resgate do Carnaval de rua. Conseguimos levar essa marca para a cidade. A tendência é aumentar essa união em 2019", disse Samuel.

Daniela Bairros

Crédito: Guga Malheiros


 

Mais lidas do mês