Mídias Sociais

Caderno D

ONG Tororó está fazendo a diferença na Região Serrana de Macaé

Avatar

Publicado

em

 

A Região Serrana de Macaé abriga um verdadeiro santuário ecológico, onde diversos distritos que contam também a história da cidade de maneira muito especial, guardam preciosos lugares. O Sana é um desses lugares. Conhecido no país todo e também por turistas vindos de diversos países mundo afora, esse cantinho, recheado de pessoas que lutam muito pelo seu desenvolvimento pleno, vem revelando, ano após ano, uma população muito interessada em preservar de maneira consistente essa região que é também uma Área de Proteção Ambiental(APA).

Com o foco na sustentabilidade e na gestão de recursos naturais do Sana, a Associação Tororó está realizando diversos estudos e pesquisas nessa região, com a intenção de criar uma grande rede de edução ambiental no distrito e também com a meta de incentivar e apoiar os projetos já existentes na região.

O projeto mais recente, desenvolvido pela ONG é tornar oficial e regulamentado o uso dos atrativos naturais da bacia hidrográfica córrego Peito do Pombo.

O diretor executivo da Associação, explicou para o Diário o andamento do projeto. “A Ong tem como perspectiva implementar novos projetos e ações que proporcionem o desenvolvimento socioeconômico, ambiental e cultural sustentável na bacia hidrográfica do rio Macaé e na APA do Sana. Uma delas é a proposta de regulamentação de uso da área onde estão localizadas as cachoeiras da bacia hidrográfica córrego Peito de Pombo”, contou Márcio Nascimento.

A ONG existe há quatro anos e tem sua base dentro da APA do Sana. Ela tem caráter autônomo e com personalidade jurídica, sem fins lucrativos. Outro trabalho realizado, foi a criação de incentivo para que monitores gabaritados, permanecessem nas cachoeiras do Sana nos finais de semana, a fim de proporcionar um conforto maior aos visitantes e turistas. O projeto Parque das Águas Peito do Pombo aconteceu ano passado e foi um grande sucesso. “Foi realizado um trabalho socioambiental dos atrativos naturais do Sana, como as cachoeiras do Escorrega, Pai, Mãe e Sete Quedas. Esta parceria foi fundamental para assegurar a proteção ambiental e pessoal dos visitantes, principalmente quanto a acidentes. Agradecemos aos empresários que estiveram presentes e estamos buscando um diálogo para possível continuidade dessa parceria”, explicou o diretor.

A Associação de Proteção ao Patrimônio Ambiental e Cultural Tororó Sana(APPACTS), mais conhecida como ONG Tororó, também já criou vários projetos com ligação direta com a arte local e a cultura da população existente no 6º distrito de Macaé. Hoje a Organização está desenvolvendo o projeto que visa sistematizar e disseminar a educação ambiental dentro da Área de Proteção Ambiental, com várias frentes atuando para que os atrativos naturais sejam preservados e que ao mesmo tempo, recebam os turistas de forma mais sustentável.

 

Mariana Abrantes

Mais lidas da semana