Mídias Sociais

Caderno D

Feira Caipira da Serra conquista espaço e fortalece a cultura sustentável em Macaé

Avatar

Publicado

em

 

Local também é uma oportunidade de troca de experiências entre os integrantes e visitantes. 

No local é possível encontrar alimentos sem agrotóxicos, artesanato, flores e muito mais.

Para quem gosta de alimentação saudável, artesanato e cultura, uma novidade: a Feira Caipira da Serra é realizada todas as sextas-feiras, de 9h às 19h, na praça Gê Sardemberg, onde fica a antiga Câmara de Vereadores de Macaé. A iniciativa é do Instituto Vida Sustentável e conta com o apoio da prefeitura, por meio das Secretarias de Agroeconomia, Cultura e Educação. No local é possível encontrar alimentos sem agrotóxicos, artesanato, flores, teatro de fantoches e palhaços já fazem parte do cenário local.

A feirinha começou há pouco tempo, mais precisamente no dia 15 de junho, e logo conquistou a simpatia dos macaenses. Além de ser mais um ponto de encontro, com manifestações artísticas, cinema ambiental e música ao vivo, o local também é lugar de negócios. O casal Celina Francisca (47) e Antonio Lopes (59) aumentou  sua renda em 80%. A ação beneficia pequenos agricultores, artesãos e gourmets, além da população, o que impulsiona a economia local.

"Há 18 anos vendemos nossos produtos na Feirinha da Roça, que acontece todo sábado. Também oferecemos nossos produtos de porta em porta. Porém, precisávamos de mais um ponto de venda. A Feira Caipira da Serra chegou na hora certa e nos surpreendeu. Ela acontece em dia de semana, durante o dia e também à noite , no centro da cidade. Esses fatores facilitam a população na hora da compra, o que nos proporcionou, em quatro semanas, um acréscimo de 80% em nossa renda", destacou o agricultor Antonio Lopes, que oferece hortaliças, frutas, além de xaropes caseiros e doces da roça.

Feira Caipira, Praça Antiga Camara Municipal. Macaé/RJ, Foto: Ana Chaffin/Prefeitura de Macaé

Com sacolas cheias de bananas, maças e jilós, o casal Ormindo Gomes (87) e Cecília Moraes (78), moradores do Centro, destacaram a facilidade que hoje eles encontram de poder ir à feira. "Agora é só atravessar a praça e já estamos na feira. Podemos comprar nossas frutas e legumes, sair de casa e ainda se alegrar com as manifestações culturais propostas. Os produtos são de extrema qualidade, o que nos impulsiona ainda mais", disse o aposentado.

De acordo com informações do coordenador do Instituto Vida Sustentável, Paulo Moraes, o principal conceito da Feirinha é a valorização do produtor local, da agricultura familiar e dos pequenos empreendedores que hoje ajudam a movimentar a economia local.

"Outro grande benefício que conseguimos conquistar com a iniciativa é contextualizar com o movimento que ocorre em todo o mundo que é a revitalização do centro urbano como local de integração cultural da cidade, inclusive onde estão os prédios remanescentes da nossa história", pontuou. Atualmente são 25 barracas participando da feira. Se você quiser expor, basta fazer o cadastro no próprio local e procurar Paulo Moraes e Vânia Bandeira.

Atração musical desta sexta-feira  (3)

A Feira Caipira da Serra apresenta o show “O Violão Brasileiro” de Rúben Pereira nesta sexta-feira (3) das 15 às 19h. Rúben Pereira tocará composições de grandes nomes da Música Brasileira com arranjos especiais para seu violão de 7 cordas como: Baden Powell, João Pernambuco, Dorival Caymmi, Tom Jobim e os compositores de Macaé: Lucas Vieira, Tonito e Jorge Benzê.

Mais lidas da semana