Mídias Sociais

Caderno D

Artista plástica que elegeu o balneário de Búzios para viver, apresenta sua incrível habilidade em obras de arte surpreendentes

Avatar

Publicado

em

 

O que uma caneta esferográfica, uma atleta de triatlo e a cidade de Búzios, tem em comum? Num primeiro momento fica difícil encontrar uma ligação coerente, mas mais abaixo vamos conferir que relação entre esses três elementos, formam algo fantástico.

Mas antes, vamos dar um pulinho em outro país, mais precisamente na Argentina. É de lá uma grande artista chamada Luciana Gómez, que nasceu na cidade de Lanús, município de quase meio milhão de habitantes ao sul de Buenos Aires e que há cerca de dois anos, escolheu o balneário de Búzios para viver. Mas foi em terras estrangeiras que tudo começou, e começou cedo, quando ela tinha por volta de três anos. Seu pai, arquiteto, a incentivava a desenhar e de forma muito prematura, já era possível perceber o grande talento da jovem desenhista, que elegeu as canetas esferográficas como sua principal ferramenta. De lá pra cá, uma outra paixão caminhou junto com suas habilidades artísticas. Os esportes também começaram a fazer parte do seu cotidiano e o triatlo foi o escolhido como base para um estilo de vida saudável, que também a fez conquistar diversas medalhas em seu país de origem.

Os anos foram passando e o olhar atento de Luciana, gravava as cenas do seu dia a dia e como um lindo mosaico, as principais referências urbanas, todas as práticas esportivas e seu engajamento pela luta de maiores direitos para as mulheres, criaram um estilo único de expressar tudo o que sua mente e coração precisavam externar.

Atualmente, com 29 anos, quase 10 de dedicação ao triatlo e uma vida inteira desenhando, Luciana conquistou não só seu país e o nosso, mas sim o mundo inteiro. Os projetos para 2016 e 2017 trazem eventos e exposições internacionais em lugares como Londres, Paris, Florença, Bruxelas, Miami, São Paulo, Rio de Janeiro, Buenos Aires, Punta del Este e Tokyo. “Foi o impulso e a curiosidade por descobrir o universo interior, que me levou a explorar a conexão que existe entre a natureza e o nosso próprio corpo.” Conta Luciana.

Sua visão exigente sobre a figura da mulher no mundo, mas sem perder a doçura que a alma feminina é composta, suas obras de arte contam sobre esse universo do corpo que é trabalhado em conjunto com as transparências aparentes, que explicam muito sobre a essência do ser humano. “ Me interesso pela água, pela terra, os ciclos, e imagino como os corpos revivem e mantém as sutilezas dos animais, das plantas e das infinitas texturas, de como somos parte da natureza e somos formados por ela. Crio essas imagens com caneta, tintas e esmaltes sintéticos, numa espécie de composição improvisada que através do desenho destes elementos gestuais, é possível dar volume, criando um jogo visual de luzes e sombras e uma ilusão de ótica também, que ao ser observado de longe, uma nova figura é formada e de perto, percebemos um mundo.” revela a artista.

Um de seus projetos atuais é a exposição criada pela produtora Luciana Fajardo e pela proprietária da famosa galeria de arte da cidade e também artista plástica, Flory Menezes, na Escola de Artes Zanine, em Búzios, onde recentemente foi reinaugurada.

Mariana Abrantes

Mais lidas da semana